sexta-feira, 1 de maio de 2009

tempestade

***
dedicado: joca pescador
***
Sou pescador e marinheiro
dos mares, vago no vago
das águas salgadas
que molham o barco.
Com a lucidez comprometida pelo pânico,

à procura de cais não importa onde,
a tempestade não tarda...
Chuva, frio e perigo.
O azul vira cinzento em minutos,

com a solidão salubre vem
a saudade melancólica...
As gaivotas desaparecem na maresia
e dá a impressão que belisco a morte!
(texto&photos por tossan)
<>
blog convidado desta edição
http://wwwrenatacordeiro.blogspot.com/

110 comentários:

  1. Realmente uma tempestade de emoções. Tanto as fotos como o poema, lindos.
    Abraços
    José Jaime

    ResponderExcluir
  2. Oi Tossan,

    Vc é sempre magistral quando o assunto é mar....

    Lindo texto e fotos!!
    bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá Tossan
    mais um grande e belo poema.
    Muitas vezes os pescadores devem beliscar a morte!!!!!!!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  4. Ai, Tossan! Meu querido, sinto-me tão comovida por você convidar um dos meus Blogs para esta sua postagem, cheia de beleza e tristeza, que até rimam, mas não trazem paz.
    O seu poema é lindo e triste, assim como as fotos. Mas o triste feito com desvelo é sempre lindo.
    Não tenha medo da saudade, pois a saudade é sempre a dos bons momentos. Tema, sim, a nostalgia, que pelo próprio nome, só traz dor.
    Receba todo o meu carinho e ternura na forma de um beijo,
    Renata
    PS: Postei no Galeria e no Feminina. Ficaria muiro honrada, se me fizesse uma visita.

    ResponderExcluir
  5. Olá Tossan

    Sempre um prazer visitar o teu blog, tanto pelas fotos como pelo que escreves.

    ResponderExcluir
  6. hj as suas fotos são megnificas!...e como eu temia..vc regressou à melancolia..e só há uma coisa de bom qnd vc decide ser melancólico: suas fotos entram em comunhao contigo
    abraços!

    ResponderExcluir
  7. OLá Tossan...assim que vi suas fotos lembrei de um poema triste também, depois fui lendo e a palavra cais caiu bem dentro deste meu mesmo poema...ahhh...vou colocar aqui...

    EU, CAIS

    SOU CAIS
    VEM, ANCORA EM MIM
    DESFRUTA E DORME
    DEPOIS SE VAI
    DEIXANDO DOR
    SAUDADE
    SOLIDÃO E FIM.

    Mas para que não fique nenhuma tristeza, deixo aqui um pedacim de um poema alegre...

    QUE O SEU AMANHÃ COMECE ASSIM
    COM UM NÃO SEI O QUE DE ESPERANÇA E ALEGRIA,
    COM UM SOL AFLITO A ENTRAR PELAS JANELAS
    QUE NEM PRIMAVERA A ESPERAR PELO VERÃO
    ASSIM, FEITO O SILÊNCIO DA MANHÃ ESPREGUIÇADA...

    UM ABRAÇO NA ALMA...

    ResponderExcluir
  8. Quantos e quão belos
    Em sonhos, meigos, risonhos,
    Erguem-se castelos!

    Como é bom girar,
    Ir entrando em parafuso
    Pra cair em si

    Um afago na alma.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. 'Muito bom... as fotos e as palavras.

    ResponderExcluir
  10. seu blogue y fotografia é maravilhoso também

    ResponderExcluir
  11. Lindas imagens e o texto belissimo!

    Bjos em teu coração amigo!

    ResponderExcluir
  12. Meu amigo essa você se superou, em palavras e imagens, belíssima inspiração,
    abçs netunianos

    ResponderExcluir
  13. Meu cara amigo Tossan, poeta e pescador de belas imagens e sentimentos, seus poemas sempre emocionam, as tempestades me apavoram, aí eu vejo as gaivotas e tudo se acalma. Como sempre tudo muito lindo, parabéns

    Paz e harmonia em sua vida.

    Forte abraço

    Caurosa

    ResponderExcluir
  14. ...há tempestades que chegam
    para lavar os sentimentos
    ruins, e para enfim
    preceder o sol que despontará
    no horizonte de nos espera.

    um bj, lindeza!

    ResponderExcluir
  15. Tossan, que fotos lindas. As do barco, são um encanto, são mesma com o fog... Lindo demais! O barco tem sua assinatura, uma beleza. O poema é lindo, mas é muito triste... triste!
    Ai, se não fossem as dores da alma e do amor, não ficaríamos à frente de um lápis e um papel, ou na tela de um micro a derramar nossos amores, dissabores, dores... E tudo o mais. E isto que nos faz amigos, ligados.

    Muito bom.

    Um beijo grande, e até a próxima visita.

    CON

    ResponderExcluir
  16. Olá! td bem? Então, eu ganhei um selo muito legal e veio com um desafio, achei bacana e estou passando ele pra você. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Música soberba num texto e imagens que colam! Gostei!
    Abraço

    ResponderExcluir
  18. Olá Tossan!

    E mesmo na tempestade, ainda sim, nos mostra que existe beleza. Principalmente nas fotos! Muito bom Tossan... Muito bom.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  19. as tuas fotos me deixam com um sentimento de saudade de minha infancia. nossa este teu post me emocionou que estou com olhos lacrimejantes. sinceramente.

    bom fim de semana e obrigada por tal sensação.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  20. Guauuuu, las dos primeras tienen un efecto genial. Y el poema tan bello como siempre.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  21. Que bom vir aqui ao teu espaço para me deliciar com esta "tempestade" de emoções, que tão bem sabes transmitir, neste maravilhoso poema.
    Não penses que a dona do Be Happy é sempre feliz, também tem destes "momentos" mas a noite acaba, o Sol volta ao seu coração e pronto segue em frent, nesta dádiva a que chamo VIDA.
    As adversidades por vezes são mais que os momentos de felicidade e a vida para mim foi bem "madrasta", em 2004 mesmo no mês de Dezembro tive o meu "Tsunami" a minha vida esteve no fio da navalha, com a doença da moda, mas consegui ultrapassar essa "barreira" que me parecia intransponível. Depois em Janeiro de 2008 foi mais um salto que tive de dar e acabar com muitos anos de um casamento faz de conta, mas esta "serrania" não foi tão alta como o meu Evereste de 2004. Em Maio seguinte construí o meu Blog e o título foi escolhido porque quero ser feliz (BE HAPPY).
    Desculpa este desabafo matinal, mas as tuas palavras fizeram-me “sentir” e sou assim e vou ser sempre assim “Gabriela”:-)
    As fotos são do Tossan MAGNÍFICAS!!!.
    Ah! Vou fazer umas mini-férias, mas quando voltar venho ver “tudinho” o que fizeste na minha ausência, porque este espaço é LINDO como tu no teu coração.
    Um grande beijinho,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  22. TOSSAN
    Maravilhosa as canção do Pescador!
    Eu adoro o Mar e tudo o que a ele está ligado!
    Parabéns por isso e também pelas fotografias, em especial esta ultima.
    Obrigado pela sempre agradável visita.
    Abç
    G.j.

    ResponderExcluir
  23. Que a cada manhã voce sinta em seu coração a certeza de que a vida te espera de braços abertos.

    Fim de semana de luz amigo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  24. Sabe Tossan, da minha varanda vejo os pequenos barcos de pesca, que cercam o horizonte como estrelas. Mas há noites que não os vejo, mas estão lá, dentro da tempestade que cai. Esses heróis sem nome, nem face, mas que se arriscam para trazerem o alimento às nossas mesas.

    ResponderExcluir
  25. Meu amigo, tossan

    sempre que venho aqui eu peco.

    Amo suas fotos
    O layout do blog é 1000
    Os textos são uma delícia.

    Parabéns!

    Consegues identificar quais são meus pecados? kkkkkkkkkkkkkkkkkk


    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  26. Pescador,...onde o perigo espreita a cada instante!
    Lindo e tocante este texto amigo Tossan. Maravilha.
    Belissimas fotos.
    Abraço

    ResponderExcluir
  27. Impressiona-me a forma como manejas as palavras, tornando-as em versos tão expressivos e trazendo a verdadeira poesia para o encanto do olhar e o enternecimento do coração.

    As fotos, como sempre, tocando a alma no pouso suave da tua mestria.

    Fica uma rosa azul e o sorriso de um anjo enfeitando teu caminhar.

    Beijo no coração!

    ResponderExcluir
  28. Genial,cada palavra um sentimento bem descrito de forma que quem ler,sera tocado para refletir.

    Abraço poeta!

    ResponderExcluir
  29. Tossan, que trabalho lindo! E que poema! Abraços

    ResponderExcluir
  30. Adorei as fotos! O poema tb é lindo, embora um pouco triste!


    Ótimo fds...bjo.

    ResponderExcluir
  31. Uma tempestade de belas fotos, com uma aura de mistério :)

    ResponderExcluir
  32. Que interessante...fotos e poesia que vc postou no dia do meu aniversário.
    Espelho do momento dramático por que passo nestes dias.
    Vc entende de luz/sombra, o que significa, entende de vida.
    Por isso a faz com que se reflita tão bem em imagens e palavras.

    ResponderExcluir
  33. Hoje eu não posso deixar minha garganta travada porque é assim, ó: a luz em tua fotografia, consegue dar aos elementos um efeito metálico, sabe? E no tom que encontraste aqui, os metais ficaram envelhecidos. Assim, a areia do mar e os demais elementos que receberam a luz dourada, refletiram o envelhecimento. Bem como o céu tempestuoso, assim se fez em prata envelhecida.

    Sobre estes detalhes depois eu gostaria de te esclarecer mais, tá?

    Agora sobre o texto que dedicaste ao teu amigo Joca pescador - este é outro que eu também quero conhecer, além do Arnaldo, hein?

    Esse texto é tudo. Porque eu gosto de literatura e filosofia mas penso que a filosofia não pode ficar guardada nas estantes. Filosofia é ação, é vida, é chão, é um barco com o Joca Pescador e o Tossan, navegando e pescando em alto mar.

    Eu te digo que tanto o pescador quanto o marinheiro, vão e voltam porque estão no mar, à trabalho. E isto significa que o teu barco ou mesmo tu, tens um porto seguro.

    Isto para mim é beleza. Isto para mim é verdade e isto me basta porque é filosofia pura é simples assim...
    Beijo-te e se eu pudesse, te faria uma transfusão de qualquer fluido que prá ti, puder ser vital.

    Serve amor de amiga?
    Isto eu te posso destinar.
    Eu pincei dois pedaços que me fascinaram. Olha só:
    "...vago no vago das águas salgadas que molham o barco...o azul vira cinzento em minutos, com a solidão salubre..."

    ...Vagar com a solidão salubre num vago de água salobra...
    Tossan, dá um grito e chama o Joca. Cadê o Joca nessa hora? Ou ele ou qualquer-quem que seja teu amigo-pescador...
    Ô marinheiro, lembra que são submarinos os homens?
    Escrevi um texto assim com a trilha dos Beatles.

    Like a yellow submarine inside a deep ocean? I mean, Pepperland. Did you remember?

    Mesmo daqui, estou ai onde estiveres. Setes? Pois é, sou eu.
    Carinho,
    Mai
    (uma amiga doida q tiraste do 'bozó')

    Putz!
    Eu escrevo essas abobrinhas porque eu não lembrava desta palavra há anos.
    Se eu não escrever, esqueço outra vez.
    Beijos, querido.
    Não gosto de te ler assim, eu fico logo com minhas neuras...
    Estás bem, não estás?
    Ando dando um trabalho filho da mãe prá minha terapeuta e se não me responderes lá vou eu ficar contigo no meu juízo, outra vez...(risos...)

    ResponderExcluir
  34. Uau,lindas fotos Tossan!
    Impecáveis!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  35. Arrepio
    no meu coração
    batido
    vem o medo
    e o vento em brasa
    rubra
    de aflição
    faz do mar
    dragão
    e eu, pequenino
    no meu olhar
    penso que o mar
    podia ser
    meu irmão...!

    Tossan, mais um post que eu amei!

    beijo

    ResponderExcluir
  36. Bem... como faz isso às fotos? :D

    Quanto ao poema tossan... lindo!
    Sendo eu uma apressiadora de tempestados... e de todo o tipo de clima...de frio ao calor... adorei LOL
    Sou maluca eu sei

    ResponderExcluir
  37. esta postagem esta especial!
    muito linda homenagem ao pescador!
    profissão que deveria ser mais valorizada!
    um lindo poema e de grande valor!
    tenha um bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  38. Tossan. O mar nos leva a tempestades de emoçõs,as fotos! beleza pura.
    beijinho bfs

    ResponderExcluir
  39. Olá Tossan querido!

    Tempestade de beleza e sensibilidade eu encontrei aqui!!Suas imagens e poemas continuam lindos!

    Agora, "beliscar a morte" nossa fiquei imaginando...

    Saudade do amigo!
    Beijo grande :)

    ResponderExcluir
  40. E depois da tempestade virá a bonança!

    Sempre uma beleza passar por aqui.

    Bom domingo

    Bjs

    ResponderExcluir
  41. Uma neblina de saída
    Percebida
    Um encontro com o sol.

    beijos

    ResponderExcluir
  42. "Gaivotas em terra, tempestade no mar"!
    As fotos estão maravilhosas e os pescadores bem merecem esta homenagem.
    Beijinhos Tossan

    ResponderExcluir
  43. "É doce morrer no mar,
    Nas ondas verdes do mar..."
    (Dorival Caymmi)

    Lindo, Tossan, lindo!

    Bjocas!

    ResponderExcluir
  44. Olá, tudo bem?
    Fiquei encantada com suas fotos, as imagens nos fazem viajar.
    Até a próxima!
    ;)

    ResponderExcluir
  45. caro tossan,

    As fotografias que tiras são um primor! Sempre que volto aqui, me dá uma vontade de sair colecionando uma porção!...


    Não sejas pesca_dor... prefiras pescar prazer, alegria e boas lembranças.

    mesdre.blogspot.com


    Outro dia me ocorreu que o som da nossa palavra "peixe" é quase o mesmo que o da pronúncia da palavra inglêsa "patient" (= ter/ser paciente).

    Curiosamente, para gostar de pescar peixes é preciso ter/ser paciente!

    Hehehe, são conexões que os anzóis nem imaginariam fazer, por mais tortuosos que sejam. "Fish" Maria!!! hahaha

    famainfame.blogspot.com

    ResponderExcluir
  46. combinaçaum fantástica de imagens e palavras, complementares.
    parabéns,
    abraço.

    ResponderExcluir
  47. Tempestade essa..de emoçoes..do dia a dia...de novas oportunidades...

    abraçao

    ResponderExcluir
  48. Sou fascinado pelo mar e não nego: meu desejo (sonho?) é viajar por meses, estando em um navio. Não, não pretendo ser marinheiro nem pesacdor, mas tb não pretendo ser um "turista" a mais. Algumas vezes tive a oportunidade de estar em barcos em um grande rio, onde não se avistava a terra (Amazonas, Pantanal...). Mas o mar é mais fascinante (saudades do Tirreno... rs). Um dia, quem sabe? As fotos estão incríveis. Aliás, já pensou em fazer um livro? Com as fotos e poemas? Rapaz, imagino tudo isso em papel couché. Sério! Abração.

    ResponderExcluir
  49. O mar pode dar vida, o mar pode dar a morte ...

    Poesia cheia de beleza
    para todas as pessoas
    que todos os dias
    de frente para o mar
    e os seus perigos ...

    Obrigado por imagens ricas em charme
    um abraço!

    ResponderExcluir
  50. Esse belíssimo poema tão bem casado com as fotos, o clima no momento, o silêncio, “ o vago no vago” doeu mas, a poesia muda com o tempo.
    A segunda foto hipnotizou-me.
    Obrigada pela sua sempre esperada visita no Viart, como também essa semana no Espaço das Artes.
    Um bom domingo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  51. Eu até senti o frio da segunda foto... LINDA! Pena que a tempestade não tem chuva...rs
    Você é excelente, sabia?

    "à procura de cais não importa onde"

    Beijããããozããããão

    ResponderExcluir
  52. E depois de dois meses de ausência aportei a este teu lindo cais!
    Um abraço e até já...

    ResponderExcluir
  53. Sabe o que é mais LOUCO? É que eu sempre disse que queria uma ROSA AZUL! rs Como sabia? hehehe

    E para de chamar a linda Tata pra ir ao cinema... tb quero ir! hehehe Mas a Tata é um anjo.

    mais beijos

    ResponderExcluir
  54. Olá tossan,
    tuas fotografias são poesias no olhar e junto com a escrita poesia de tua alma, encontro me em estado de magia.
    Abraços,
    Cris

    ResponderExcluir
  55. Hey amigo poeta!
    Muito legal o poema!!
    Gde abraço!!

    ResponderExcluir
  56. As imagens dos "barcos", especialmente, são belas. E as palvras...

    Lindo post

    Abraço

    ResponderExcluir
  57. tudo lindo :D
    poema, fotos, sentimento.

    bjo bjo *;

    ResponderExcluir
  58. Bellas escenas del mar embueltas de niebla.

    ResponderExcluir
  59. Eu sou fotógrafa, amei as fotos do teu Blog, aliás ele todo é sensivel.
    Parabéns.
    Entrei aqui e fiquei.
    Te aguardo para um Chá.

    ResponderExcluir
  60. Gosto especialmente da terceira foto, uma ternura. Beijo

    ResponderExcluir
  61. Olha aqui, moço, cê tá brincando com fogo! Sou curintiana roxa de ir no estádio! Brinca comigo não!
    TIMÃO CAMPEÃO!
    Tu deve torcê pro Santos, timim ruizim!

    ResponderExcluir
  62. Tossan,
    Amo o mar...não tenho porto seguro.Navego nas ondas onde as ondas são minhas ondas. Minha paz sempre esta no olho do furação.
    Belas fotos!

    Um beijo
    Uma semana de muita paz e sol pra voce.

    ResponderExcluir
  63. Oi, obrigada pelas visitas. Gosto de tê-lo por lá. O lugar é lindo, não é? Sempre imagino qual seria o seu olhar no mesmo lugar. Até comentei sobre você e sua forma de trabalhar as fotos. A luminosidade, o ângulo.

    Você sabe que gosto muito das suas fotos e dos seus poemas. abraços, ótima semana.

    ResponderExcluir
  64. Poéticamente bem escrito, lindo.
    Mas com temas, dentro do tema, que me inquietam.

    Escrevi algo e levei....beijo

    ResponderExcluir
  65. Quando a tempestade envolve o mar e acarreta para terra vestigios de morte no ar paira uma tristeza enegecida .

    Belo e triste

    Fotos lindas

    Boas semana

    bjnhos

    ResponderExcluir
  66. creaste un ambiente idílico con ese humo, saludos brujos

    ResponderExcluir
  67. Apenas impressão, porque na verdade 'beliscas' a vida, a poesia, o amor!

    Fica um raio de sol a brincar nos teus dias e um beijo meu no coração.

    ResponderExcluir
  68. Interesting effect ...

    Greetings :)

    ResponderExcluir
  69. Pesca as palavras como iscas presas num anzol coração

    E sabe o que faz com elas, um áquário vivo em nossos dias!

    Quero pescar com vc, mas não beliscar a morte.
    Quero a sorte de encontrar mais em ti, as belezas pescadas pelo teu olhar que retrata tão bem a simplicidade boa da vida, em palavras-golfinhos-sorridentes!

    Meu beijo pra vc

    Carinho,
    Sam

    ResponderExcluir
  70. O seu blog é sempre uma surpresa de emoções!
    Lindas fotos, texto muito bonito.
    Excelente trabalho. Abraço Atlântico!

    ResponderExcluir
  71. Ei!É só impressão vc está é muito vivo!rs...Se não estivesse tao vivo nao teria captado estas maravilhosas fotografias q mais parece saidas de um filme do século passado!Lindo tudo!

    Aproveito pra te dizer q dei um Tempo com o Avesso.Mas me encontro do outro lado da janela...Venha me visitar!

    Beijinho!

    Maria

    ResponderExcluir
  72. E como bliscas bem as palavras Tossam mesmo em dias de temporal!
    Beijo
    Isabel

    ResponderExcluir
  73. ah tossan...vc sempre tão sensível....


    ''O azul vira cinzento em minutos,
    com a solidão salubre vem
    a saudade melancólica''

    que lindas fotos também,a segunda sobretudo...maravilhosa^^

    bjooooooooooOOOOOOOOOOOoooooo^^ bem grande para vc^^

    ResponderExcluir
  74. O azul em minutos sempre pode se tranformar em cinza. A tempestade, por mais arrasadora que seja, sempre passa. As ondas vão e vem. É essa instabilidade, essa sucessão de acontecimentos por vezes quase opostos, é isso que faz a vida tão imprevisível, com a capacidade de ser tão terrível quanto maravilhosa. Algumas dessas oscilações não dependem de nós, são naturais. Outras são apenas reflexo de nossas escolhas. Talvez mesmo estas oscilações causadas por nossas escolhas também sejam naturais. Afinal optar, errar, acertar fazem parte de ser humano.

    ResponderExcluir
  75. Belas fotos..belo poema.

    Por falar em tempestade hj pensei que Santos ia ficar em aguas total rs

    Abraços

    ResponderExcluir
  76. Muito bonito, Tossan. Voce pintou muito bem o quadro da melancolia. Mas como disse a amiga Ana Martins, os pescadores muitas vezes devem beliscar a morte. As fotos, lindas.



    Ótima semana! Beijos

    ResponderExcluir
  77. Meu anjo! tudo bem com vc? passando pra desejar uma semana maravilhosa.

    Sonhe com aquilo que você quiser.

    Seja o que você quer ser,
    porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance
    de fazer aquilo que quer.

    Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
    Dificuldades para fazê-la forte.
    Tristeza para fazê-la humana.
    E esperança suficiente para fazê-la feliz.

    As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
    Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

    A felicidade aparece para aqueles que choram.
    Para aqueles que se machucam.
    Para aqueles que buscam e tentam sempre.
    E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.


    Fonte: Clarice Lispector
    beijinhosssssss

    ResponderExcluir
  78. Realmente uma tempestade de emocoes. Tantos as fotos como o poema, lindos.
    Abracos

    ResponderExcluir
  79. Tres fases, el comienzo, la tempestad y la calma. Todo ello muy bien captado.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  80. Uma maravilha de imagens, retratando muito bem o ambiente que se pretendia criar para o belo poema, que eu, como homem que viveu o mar durante muitos anos, adorei!
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  81. Gostei muito da aplicação do nevoeiro nas imagens, estão fantásticas! Lindo texto!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  82. As fotos dos barcos ficaram magnificas. Das mais lindas entre as lindas que se ve aqui. O poema complementa tudo.

    Abaco.

    ResponderExcluir
  83. és pescador de imagens perfeitas...e de emoções sentidas
    parabéns
    beijos

    ResponderExcluir
  84. Meu querido Amigo...
    Desculpa a ausência em palavras...
    Mas o tempo anda nublado e com fortes temporais por aqui...

    Meu eterno carinho

    Beijos

    ResponderExcluir
  85. Caro amigo,belas fotografias...Belo poema....Espectacular....
    Um abraço

    ResponderExcluir
  86. Vengo del blog de Araceli, y veo que tienes unas preciosas fotos. La de la tempestad, con esa niebla me parece preciosa.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  87. hola
    que lindisimas
    que misteriosas con ese toque tan chulo de la neblina
    me encantan,
    un abrazo grande

    ResponderExcluir
  88. Amigo Tossan,

    linda homenagem ao pescador Joca...
    Fotos e poema, sublime!!!
    Parabéns!!! Gostei..

    Abraço

    Lourenço

    ResponderExcluir
  89. É a primeira vez que venho aqui. Gostei do poema e das fotos, viu? Não gosto da sua foto. Por isso nunca me interessei a vir aqui. Desculpe. Tb não sou obrigado a vir, né? É só minha opinião. Mas o poema é muito bom.

    ResponderExcluir
  90. Existem tempestades, mas também acalmias, não sei bem o porquê mas acho que a morte deve ser a acalmia da vida
    beijos

    ResponderExcluir
  91. *
    um belo conjunto,
    como sempre . . . belo,
    ,
    um abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  92. Chego aqui e apetece-me levar tudo, fotos, poemas, e você...:))
    Tuas fotos são belas, sempre!
    Tuas poesias de uma beleza simples e cheia de uma doce ternura. Tudo nu perfeito enquadramento.
    Beio Tossan

    ResponderExcluir
  93. Sim em meio á uma tempestade de informações e sensações, fragmentos e instantes em clicks em fotos, imagens nunca são só imegens quando quem presiona o botão não é então somente um apertador de botões, sacou???
    Click Tossan click vida...

    ResponderExcluir
  94. O teu poema é o máximo, as tuas fotos fantásticas...O nevoeiro, a tempestade... Gostei muito viu? Bejusss

    ResponderExcluir
  95. Olá, Tossan,
    Muito bom poder viajar novamente na beleza das tuas imagens.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  96. Meu chapa, gostei das fotos. Parabéns! Abraço

    ResponderExcluir
  97. Por que perdes tamto tempo escrevendo bobagens se as tuas fotos são fantásticas... Eu

    ResponderExcluir
  98. bom dia tossan eu entendo,td foi o grande mal entendido ,eu deveria ter prestado atenção nO que o blog queria mas fiz UMAS postagens sim ate mesmo comentadas por vc ,mas ñ importa como pode ver isso não impede que eu goste e muito dos seus poemas e fotos ,as vezes é melhor caDA UM COM SEU BLOG KKK!
    TENHA UM BELISSIMO DIA !
    COM CARINHO MARCIA...

    ResponderExcluir
  99. Tossan
    Obrigado pela visita.
    Abraço
    G.j.

    ResponderExcluir
  100. Estas fotos são maravilhosas.
    Passei pra lhe dizer, que a cara de palhaço me chamou muita atenção, quando, passava em um dos blog. E foi num desses comentários que eu te encontri.Até porque a Márcia é minha madrinho de blog. Resolvi te visitar. E em meu blog, eu fiz um texto para os amigos que visito. Quem sabe vc. está lá. Procure.
    Com carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  101. Tanto como as fotos e poema estão lindos!

    Realmente todos os pescadores devem ter beliscadoa morte

    :)

    ResponderExcluir
  102. O mar é a tua paixão, e és livre como uma gaivota.
    Sabes Pescador já tinha saudades de vir aqui. Estive ausente uma semana e lembrava-me do teu espaço, porque seria?:-)
    EXCENTE tanto as imagens como o poema maravilhoso.
    Beijinhos de bonança,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  103. Lindissimas fotografias e poema, claro.

    Adoro os teu trabalhos, são sempre cheios de energia!

    (:

    ResponderExcluir
  104. Adoro tanto os seus poemas e fotografias...!

    Sao espectaculares, sem duvida

    (:

    Beijo*

    ResponderExcluir
  105. La primera imagen me parece espectacular la atmosfera que presenta.

    Saludos

    ResponderExcluir
  106. sempre por todos os lados .BELEZA!!!!
    beijos e aplausos

    ResponderExcluir
  107. I went to comment on your most recent image and saw this on the linkin. What a beautiful series of images..very cool!

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)