sexta-feira, 12 de junho de 2009

chuva

***
***
*** Maldita
saudade,
que tão
pouco notei
as grossas
gotas de chuva,

só percebi a dor
que resolveu
arrastar-se para
dentro do bueiro
e nunca mais
soube dela!
(photos&texto por tossan)*blog convidado desta edição
http://amigosnablogosfera.blogspot.com/

149 comentários:

  1. qu lindo a chuva é linda em poemas assim eu adoro.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  2. QUERIDO FERNANDO, BELA COMO SEMPRE A TUA POSTAGEM... MAGNÍFICA FOTO E DELICIOSO POEMA... ADOREI AMIGO!!!
    UM GRANDE ABRAÇO DO TAMANHO DO MUMDO,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  3. A chuva faz reflectir...

    Abri meus olhos de alma ensopada
    Salpicados pelo cheiro da maresia…
    Na fina areia molhada o mar me acordava
    Num manto de espuma branca, me dizendo… bom dia!

    O abraço...

    ResponderExcluir
  4. Maldito momento que insisti em nao ti deixar viver esse amor,pq com chuva dava sempre jeito,foto/poema bravo.

    Abraço poeta!!!

    ResponderExcluir
  5. Quem me dera se a minha saudade fosse lavada pelas águas da chuva e assim troxesse mais paz aos meus dias...

    As fotos são lindas!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  6. me encanta que llueva cuando estoy en casa!!!! esos dias tranquilos de lectura de cafe y de lluvia
    las fotos preciosas

    abrazos

    ResponderExcluir
  7. Danço nas águas do céu...
    Que descem tecendo um véu.
    E nessa dança na chuva..
    Forte e quente como o verão...
    O guarda-sol nos caiu como uma luva...
    Virou guarda-chuva!

    Chuva traz ventos, escuta lamentos, respinga pensamentos...
    renova sentimentos....

    Estou muito honrada por ser covidada deste post...
    Nem sei se mereço....
    Mas desde já agradeço!

    Vc como sempre é muito carinhoso!!!

    Tossan.....TE ADOROOOOOO!!!!!!

    MUITOS BEIJINHOS

    ResponderExcluir
  8. don't understand the text, but the first image is quite an original composition. congratulation

    ResponderExcluir
  9. Tempo de chuva, tempo de reflexão..

    Lá fora a chuva cai
    Aqui dentro é só dor
    Angústia
    Peito apertado
    Solidão
    Queria ir lá fora
    Tomar chuva
    Deitar no chão
    Deixar a chuva molhar-me
    E esquecer da vida
    Da dor que corrói meu peito
    Esquecer que existe futuro
    Quero só o agora
    O silêncio do momento
    Apenas o barulho das gotas d'água batendo em meu peito
    Anestesiando meus sentimentos

    M.A.O.

    ResponderExcluir
  10. No conocía tu blog y gracias a tu visita al mío he podido llegar hasta aquí. Me gustan tus fotos, por muchas cosas, pero sobre todo por como tratas el color.

    Te pongo entre mi lista de blogs y me hago seguidor tuyo.

    ResponderExcluir
  11. São gotas de chuva que deixam saudades nas quentes noites de verão
    beijos

    ResponderExcluir
  12. As palavras são como peças de um quebra cabeça,
    vão se encaixando,
    preenchendo vazios,
    lacunas,
    e às vezes dizendo o que gostaríamos de dizer,
    mas que não podemos ...
    abraços

    ResponderExcluir
  13. Minha nossa, como pode bater foto de um bueiro e ficar bonita. E o detalhe da folha. Gostei demais.

    A outra vários detalhes me chamaram a atenção...principalmente o sol.

    Não sei se entendi, pelo meu entendimento a dor foi pelo bueiro...que assim seja. E que o sol volte a brilhar.

    abraços

    ResponderExcluir
  14. Que lindas fotos.Adorei a foto de pormenor...
    A chuva assemelha-se a lágrimas que tantas vezes correm pelos nossos rostos.
    Beijinhos querido Tossan.

    ResponderExcluir
  15. oi, o/
    bom, eu to seguindo seu blog, okay?!
    nhai, lindos versos...
    Sabe, eu costumo dizer pra mim mesma, que a chuva é deprimente, mais ela leva as coisas ruins da gente, as más energias, ela lava a alma *-*
    Ela lava a rua e tudo mais, e quando as gotas caem, tudo vai embora, eu prefiro acreditar que leva as más energias. ui! me empolguei >.< desculpa


    beijoss

    ResponderExcluir
  16. Olha só como um OLHAR ESPECIAL, consegue transformar, pelo amor à fotografia, um 'bueiro' em 'OURO'. Porque eu juro, pensei que fosse uma jóia que molhada, estava ali. Então desci para ler o poema e vi que era a saudade.
    Tossan, já não me surpreendo mais, com o teu talento e sensibilidade, mas me espanto porque tu encontras beleza, onde não se vê. Não és um homem comum. Não és óbvio, querido.
    Te conhecer, é o máximo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Como que de volta ao esconderijo, cá estou eu a alimentar o espirito com o romantismo dos teus poemas, ao mesmo tempo que percorro os locais e espaços das tuas fotos, como se de um passeio real se tratasse. É curiosa a velocidade com que dou uma saltada ao Brasil,e até como me sinto em casa. O mérito é teu. Eu agradeço o "convite",e também a divulgação do meu blog. Tenho inumeras visitas do Brasil.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  18. *
    a chuva que caíu,
    o pantano ondulou,
    *
    VOLTEI . . .
    ,
    alentado me sinto
    com a tua visita,
    ,
    navego,
    no mar do contentamento,
    espumando sophia,
    entre o sal de pessoa
    e a fenda de redol . . .
    ,
    vagas de gratidão, deixo-te,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  19. E quem sente esta dor no peito e a enxurrada de sentimentos que empurram a um bueiro qualquer, sensibiliza-se tão intensamente de forma endógena que retira da própria pele toda a sensibilidade a qualquer exposição exógena...Belíssimo como sempre , Tossan!

    Ah, e me deste um lindo selo.....Obrigada, Tossan! Mas outro presente me foi deixado no SAM...Um presente maravilhoso também. Um louvor a arte e a sensibilidade...Este:

    Lá fora a chuva cai
    Aqui dentro é só dor
    Angústia
    Peito apertado
    Solidão
    Queria ir lá fora
    Tomar chuva
    Deitar no chão
    Deixar a chuva molhar-me
    E esquecer da vida
    Da dor que corrói meu peito
    Esquecer que existe futuro
    Quero só o agora
    O silêncio do momento
    Apenas o barulho das gotas d'água batendo em meu peito
    Anestesiando meus sentimentos

    M.A.O.

    Que maravilha! E no meu silêncio fui impertinente com a sensibilidade do autor e entrei em devaneios na sua companhia ( que ele me perdoe rsrs)....Sonhei estar de mão dadas, ouvindo o barulhinho das gotas d'agua, batendo no meu peito , anestesiando meus sentimentos.


    Obrigada por me levar esta maravilha...


    Beijos, Tossan!

    ResponderExcluir
  20. Tossan...Tossan....
    Fotos magníficas !
    A do bueiro tá bem sacada.
    Fotógrafo é fotógrafo,né ?
    A da chuva, sem comentário.
    Amo chuva.
    Amei.
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  21. Rapaz,
    esta segunda foto é magnífica.
    Nossa! Maravilha mesmo. Parabéns.

    Ainda bem que a dor arrastou-se para o boeiro.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Tossan, meu caro amigo!

    Claro que vc é um poeta!
    Só um poeta com tua sensibilidade
    faria fotos tão lindas!!

    obrigada pela sua visita!
    bjs,

    ResponderExcluir
  23. Oi Tossan!

    Belas fotos, mas belo é esse poema! Ex-Amores são como gotas de chuva, elas chegam com força, passam pelo nosso corpo, escorrem e vão embora, indo pela sarjeta.

    Abraço...

    ResponderExcluir
  24. ..finalmente palavras de otimismo hã!!!
    dor indo embora pelo bueiro abaixo é o que tdo mundo reza pra acontecer...e nca mais ter noticia dela...

    ResponderExcluir
  25. Curti muito a primeira foto!!
    Super legal!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  26. Translúcida lágrima chora o céu.
    Se é de alegria por onde ela cai,
    Florescem os campos,renova o ar.
    Se é de tristeza, de mágoa infinita
    O céu escurece como a anunciar
    Que o choro que verte sua dor faz passar
    Na chuva tão densa que cai qual cortina,
    Que embaça a vista e turva o olhar.
    Se assim eu pudesse a dor apagar
    No pranto as mágoas deixasse rolar,
    Quisera ser chuva podendo chorar
    translúcida lágrima no céu do pesar!
    (Salete Gurgel)

    Lindo poema o seu...
    abraços

    ResponderExcluir
  27. Que lindo! Foto e poema se casam com amor. Aposto que você saiu na chuva para fotografar o bueiro..você é apaixonante sabia?

    beijosss

    ResponderExcluir
  28. Careço que esta chuva lave minha alma, e a leve para longe, longe neste instante: para se encontrar com outra, pois chovo de saudds...

    Bjs

    ResponderExcluir
  29. Agradável o barulho da água...
    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Bellos momentos, bellos encuadres y bellisima poesia tanto en el texto como en lasfotos. Felicidades por el blog.

    ResponderExcluir
  31. Chuva aqui, chuva aí. Corpo molhado, alma lavada. Daqui a pouco vou mesmo acreditar que há mesmo uma ponte que liga nossas idéias, nosso sentir. Vc é um homem especial, Tossan. Tenho gostado muito de te conhecer.

    ResponderExcluir
  32. E mais, nem pensa em ser diferente. Certo ou errado, gosto de vc desse jeito. Quanto ao café, chego atrasada, sou meio atrapalhada, mas chego. Cá estou eu... rs.

    ResponderExcluir
  33. lindas fotos, sobretudo a segunda!
    Cumprimentos!

    ResponderExcluir
  34. que linda a primeira foto...aquela folhinha ali a agarrar-se ás grades a não querer ir embora...lindo amigo! adorei a banda sonora! :-)

    ResponderExcluir
  35. Fotos excelentes, tambem aqui chove, mas não temos essas cores, os dias de chuva são cinzentos.
    Abraço e muitos cliks

    ResponderExcluir
  36. Dizem que a chuva limpa tudo!Pelos vistos limpa mesmo, até a dor!
    Gostei das fotografias e particularmente do poema!

    ResponderExcluir
  37. Olá Tossan, que post bonito rapaz, que todas as dores pudessem ser dissipadas assim, perdendo-se dentro dos bueiros...deixo aqui um poeminha sobre água, sobre chuva..rs...um abraço na alma

    EU, ÁGUA

    QUERIA SER ÁGUA
    PRA SER FONTE DE VIDA
    QUERIA ESCOAR PELAS PEDRAS
    SER O MURMURINHO DAS CASCATAS
    QUERIA SER RESERVATÓRIO
    PRA MATAR A SEDE DO MUNDO
    QUERIA ESTAR NAS MÃOS DE QUEM TEM SEDE
    E OFERECER-ME EM GOLES DE TERNURA
    PRA DEPOIS ESCAPAR POR ENTRE OS DEDOS
    E CAIR COMO GOTA NAS ENTRANHAS DA TERRA.

    ResponderExcluir
  38. Quem disse que dá vontade de sair daqui?
    Chuva, poesia, saudade, lágrimes, melancolia...Saudade. Saudade.
    Dóiiiiiiiiiiii....né?
    Ainda bem que chuva. Fechar os olhos e sonhar um pouco, lembrar e o que era saudade passa a ser real porque será que estamos acordados quando estamos sonhando? Ou o contrário? O que é sonho? O que não é?
    Estamos vivos ou somos o sonho da alguém?
    Ah, saudade...
    Adorei o texto, Tossan. De novo, torno-me repetitiva, prá variar.
    Pelo jeito escolhi bem os blogs que acompanho. Amo o seu!

    Ah, e obrigada por ter passado lá no meu. Tão bom saber que gostou, viu? Logo vc, poeta que é!
    Beijooo

    ResponderExcluir
  39. Lindas fotos de um fotógrafo do sol capturando a chuva. Mas até tua chuva brilha ao sol.
    Quanto ao que foi arrastado ao bueiro metafórico foi a dor ou o objeto da saudade ?
    Abço!

    ResponderExcluir
  40. Olá Tossan... linda a poesia que deixou em seu comentário.
    Quanto aos amigos... a energia deles mesmo na distância, alcançam o nosso coração e não nos deixa sentir tão só.Mas nada como estarmos juntos não é?
    Esses momentos são alento e alegria!

    Um dia maravilhoso para vc!

    ResponderExcluir
  41. As tempestades têm esse poder, de levar bueiro abaixo, o que não nos serve mais. Linda poesia! Apreciei muito a primeira foto, que expressiva! Fernando, sabe que eu lhe quero muito bem? Você é muito generoso, lindo amigo.

    ResponderExcluir
  42. È...lindo ler isso..mas gostaria que minha saudade fosse bueiro abaixo..
    abraços

    ResponderExcluir
  43. Mágnificas fotos e a maestria da palavra...


    Abraço

    ResponderExcluir
  44. Chuva e saudades... palavras similares.

    []'s
    .
    .
    .

    ResponderExcluir
  45. Olá, Tossan! Parabéns pelo blog.

    Visite e comece a seguir a página oficial do projeto S.U.P.R.A. Vida Secular!

    > www.supravidasecular.blogspot.com

    ResponderExcluir
  46. Amigo Tossan,lindas as tuas fotos,
    mas a segunda é uma maravilha!!!
    Aqui tambêm chove, nesta época do
    Ano,quando assim é os dias são cinzentos e tristes...
    Abraço,

    Lourenço

    ResponderExcluir
  47. Tossan! Lindo as palavras que levaram a saudade,mas certamente no bueiro não entrou? as gotas da chuva pegou nela de mansinho e a guardou para si.As fotos lindas.
    Beijinho

    Lisa

    ResponderExcluir
  48. Chuva é chata! Mas faz tanta falta.

    Caro Tossan, tenho apreciado e agradeço todas as visitas e comentários lá no meu espaço.
    Bem haja.

    ResponderExcluir
  49. A chuva tem esse efeito de fantasiar, namorar e de encantar.
    Abraço
    Gostei das fotos

    ResponderExcluir
  50. si bien entiendo la escencia de lo que escribes, la falta de dominio del portugues me impide apreciar la cadencia y ritmo de las palabras, pero mis ojos se llenan con las fotos. excelente la segunda, invita a buscar la lluvia y caminar bajo ella.

    ResponderExcluir
  51. Parabéns pela fotos, poemas e por esse maravilhoso blog. Gostei e fiquei freguês.
    Abraços

    ResponderExcluir
  52. _________________________________

    Se a dor perdeu-se no bueiro...Isso é ótimo!

    O poema é pequenino e belo!

    Beijos de luz e o meu carinho...

    _________________________________

    ResponderExcluir
  53. Tossan... Gosto mais da segunda fotografia!
    Mas... como não podia deixar de ser supreendeste-me com o teu texto! Parabens ;)

    beijinhos
    Ana Sofia V. Sousa

    ResponderExcluir
  54. Fala meu amigo....da pra imaginar cada segundo qndo ler esse poema....chuva..com sentimento..pensando em alguem ainda...
    nada melhor....

    grande abraço

    ResponderExcluir
  55. Um barato Tossan!

    As fotos e o poema.

    Abraço

    ResponderExcluir
  56. Meu querido...que lindo..tudo que registra..até mesmo uma folhinha simples caindo pelo ralo,diante de seu olhar vira um poema..esta é a beleza de ver o que ninguém vê...a beleza da chuva, a beleza do sol...a beleza de tudo que é vivo...Simplesmente adoro tudo que fotografa e tudo que escreve..e quando brinda a minha página com versos,fico ainda mais encantada. Beijão e boa noite!

    ResponderExcluir
  57. Falando em saudade...por onde anda aquele que me fascina com suas palavras? Bjus

    ResponderExcluir
  58. Parece que a chuva te destraiu e fez vc perder aquela saudade a tanto tempo cultivada, ou será que a chuva é sua nova amante que te faz esquecer a saudade antiga? Será possivel superar a saudade, esquece-la ou perde-la?

    Abraços

    ResponderExcluir
  59. Olá poeta Tossan, que a chuva caia sempre suave, mas que leve a tristeza, a violência e a maldade do coração dos seres humanos que habitam este pequeno planeta azul.

    Saúde e paz,

    forte abraço

    caurosa

    ResponderExcluir
  60. palavras suas:
    Depois daquela postagem da tua foto, seria difícil manter o padrão..."

    não entendi favor se explicar pq pra mim não vi problema algum em fazer aquele post.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  61. Coisa estranha essa saudade,
    Não se vê, não se toca, mas esta ali...
    Sinto saudades dos sonhos,
    Dos planos mais loucos que já fiz...
    Sinto saudade do que não existiu,
    Mas queria que tivesse existido...
    Parece que a saudade mora em mim,
    Tanto, que se um dia parar de doer,
    Vou então sentir saudade da saudade,
    Deste suave sopro andarilho
    Que eterniza as ausências....

    sonia

    ResponderExcluir
  62. É por essas e outras que eu adoro tomar banhos de chuva, principalmente perto de algo de possa levar as águas que passam pelo meu corpo pra bem longe...

    ResponderExcluir
  63. Quem se deixou arrastar pela sarjeta abaixo, deixou no último momento, o seu desprezo e a todos nós deitou uma língua de fora!

    ResponderExcluir
  64. Lhe agradeço muito por todo trabalho realizado , ficou ótimo, como se diz no dito popular " se ficar melhor estraga ",.
    abrçs,

    ps.: vc é o cara

    ResponderExcluir
  65. Olá Bom dia Tossan!
    Tendo em vista a qualidade do seu blogue e pessoa que você é, repasso ao seu blogue um Selo recebido.
    Continue fazendo daqui um lugar especial e tão rico.

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  66. tempresente pra vc la no meu blog....vai la???????

    lindas fotos....

    ResponderExcluir
  67. Olá vim visitar seu espaço... Parabéns... nem si como cheguei aqui.. mas voltari mais vzs se me permitir.. Um lindo final de semana e aguardo uma visitinha sua em sonhos e carinhos.. beijinhosssssss

    ResponderExcluir
  68. Meu amigo tossan,
    Adoro chuva, o cheirinhho que levanta da terra... E se levasse saudades embora então...

    Tenha um ótimo fim de semana

    Bjss

    ResponderExcluir
  69. A saudade é muito nossa...

    As fotos excelentes!

    ResponderExcluir
  70. Amigo mais que querido...
    Bateu uma saudadeee...:D

    Abraço tuas lembranças
    Em pedras frias e confidentes
    Onde meus olhos cansados
    Percorrem buscas inconscientes
    Abro as janelas da alma
    Olhando o que já foi visto
    Sem distancia, sem ausência
    Vivo o tempo presente
    Perto ou longe, estás comigo
    No pensamento, no coração
    Na vida e no meu jardim florido...

    Obrigada amigo por fazer parte do grande tesouro ser meu amigo...
    um abençoado fim de semana
    sua rosa amiga
    Iana!!!

    ResponderExcluir
  71. você é minha ispiração...bjus

    ResponderExcluir
  72. .______querido Tossan







    a chuva






    me fascina_____encanta





    _________///






    a saudade____Pode ser uma excelente companheira_________...









    beijO_______ternO
    bFsemana

    ResponderExcluir
  73. Passei te desejando um lindo fim de semana e deixar-te um recadinho...
    "Não á uma altura ideal para partir...Parte,simplesente e continua a viver e a amar.Não tens tempo para sempre..."
    Beijinho prateado

    SOL

    ResponderExcluir
  74. Tem um jeito da galera da blogosfera se juntar e te mandar pra Globo? Pra passarem seus escritos e suas fotos na t.v bem em cima do horário que passa bigBost******?
    Porque vir aqui é ter aula!!!
    APAIXONADA!!!!!!

    ResponderExcluir
  75. Olá Tossam

    Ainda bem qua a saudade arrastou-se para
    dentro do bueiro
    e nunca mais você
    soube dela!
    Estava sofrendo então com essa maldita, e como dói uma saudade.
    Bessísssimas fotos, sombrias e molhadas.
    Adorei o seu relógio, iluminando as sombras da noite...
    Bom final de semana
    Beijos doces

    ResponderExcluir
  76. Amigo,
    Esta foto da folha sobre o bueiro merecia um PRÊMIO!!
    Fantástica!

    Já a leviana saudade... essa nem a chuva lava, nem o vento leva!

    ResponderExcluir
  77. Meu querido amigo
    É gratificante saber que é lembrado
    e ser lembrada por ti é muito bom, mesmo! Obrigada!

    AZUIS

    o céu está azul
    parece tão simples
    porque o azul é
    azul
    simples
    cor azul
    o céu está azul
    para os olhos
    azuis
    negros
    castanhos
    para os meus
    e os seus olhos
    azul
    para os alegres
    azul
    para os que choram
    azul profundo
    indiferente e belo
    azul
    para a saudade
    embalada no azul
    que é cinza
    terra
    azul

    Beijossss
    Que seu fim de semana seja maravilhoso, perfumado e florido como um jardim em flôr... abraços da sua amiga
    Iana!!!

    ResponderExcluir
  78. Belas imagens, belas palavras! Um grande abraço, e não deixe de passar pelo meu cantinho!
    Beijos

    ResponderExcluir
  79. Olá Tossan, só passei pra desejar boa noite!!

    um clik beijo :) rsrsrrs

    ResponderExcluir
  80. Um excelente começo de semana Tossan.

    Obrigado pela sua visita.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  81. A primeira imagem é uma fotografia ou uma pintura? Já vim aqui várias vezes e continuo na incerteza.

    ResponderExcluir
  82. Pelo menos a dor foi com a chuva.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  83. Você tem o dom de dar cores à vida, tornando-a mais vida: a vida sob os olhos e os olhares do poeta.
    Abraços, daqui

    ResponderExcluir
  84. Bonita dualidade.
    O pormenor da folha na primeira fotografia, foi uma ideia de mestre.
    Na segunda, o pormenor das gotas no vidro, foi a cereja em cima do bolo.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  85. "[...]a cada gota o amor bombardeia...[...]"
    Através das palavras relacionamos tudo e percebemos o quanto o ser humano é igual mas com seu toque único...
    e o seu toque é belo, mais do que belo...
    Abraçoo jovemmm
    Fuuiii

    ResponderExcluir
  86. Dizem que apesar de tudo a chuva também limpa a alma.
    beijocas
    ~universosquestionáveis~

    ResponderExcluir
  87. Una poquita lluvia nos vendria de cine, con el calor que estamos pasando.
    Unas fotos preciosas con palabras preciosas.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  88. Aquela torcida azul de petroleo e cinza prata (combinação perfeita) largada desplicentemente no que resta de uma chuva que lavou sua alma (coisa de momento).... bateu aqui dentro!... :))

    Chuva é benção e acalma a dor, só acalma, você bem gostaria que essa dor que o dilacera fugisse assim de si, boeiro abaixo com a chuva bendita, mas...
    Saudade não passa assim..., saudade é um não querer que a gente quer..., lembra coisa que marcou no mais profundo de nós, e isso a gente não consegue deitar fora, nunca!...
    Agora, você se mete pela chuva, a pé, de camião, pelo mar ou sonhando na janela, suplicando que ela lhe leve a dor, e porque é fria ela lhe faz bem, mas, repara..., parecendo seca, mas com cor (sinal que ainda está viva), ela não entrou no boeiro, ficou à beira..., vai atormentá-lo toda a vida!
    Saudade faz parte de si, porque saudade é vida, é sentimento, é poesia, é amor, é paixão, é VOCÊ, que a sabe transformar em ARTE fascinante!
    Desculpa moço, me revejo tanto nas suas "coisas", que hoje me apeteceu bater assim um papo com você!...
    Beijo!

    ResponderExcluir
  89. Que excelente!

    Es muy bonitas las fotos, y además son enfocados muy bien, me ha gustado mucho.

    Felicidades!!!

    Ah, gracias por tu comentario en mi blog.

    Saludos

    ResponderExcluir
  90. es maravilloso que hayas encontrado esos tesotos fotograficos, en la lluvia, hace falta sensibilidad para captarlos. Te felicito!

    ResponderExcluir
  91. Saudade da chuva que cai! e leva o que tem de ruim nesses corações e deixa por instantes uma depressão profunda. Será que leva tudo?! aos poucos o sol volta e nos mostra que as coisas boas recuaram pra não ir junto e que no fim, mesmo que com a saudade, o bom em nossa vida sempre sobrevive!
    =) tudo bem, adorei seu post! me coment aqui meio fora do foco u.u
    passando pra dar um oi, depois de muito tempo o/
    beijos

    ResponderExcluir
  92. Tossan, observando as fotos antigas, a nova, aqui chove, suas fotos combinam com o meu dia.

    Saudade dia de chuva parece nos escorrer, nos inundar.

    abraços com carinho

    ResponderExcluir
  93. A saudade mata a gente..., já dizia a canção. Gostei muito do seu post, apesar de o poeta ter ido parara num bueiro. As fotos em que há chuva são muito bonitas, principalmente a do tráfego de veículos. O poema é lindo, embora triste e explícito, e casa perfeitamente com as fotos.
    Simplesmente lindo!
    Eu sabia que você ia postar. Eu te disse, eu te disse...
    Beijos, querido Poeta Tossan,
    Renata

    ResponderExcluir
  94. Águas que afluem, escorrem, lavam, escoam saudade, lembranças, dor, tristeza...
    Uma vez as Águas das chuvas inundaram-me inteira depois vazaram de mim, encheram-me as mãos e por fim, derramaram-me numa manhã, em gotas caídas dos meus olhos que brilhavam sol...
    De outra vez, as águas das chuvas em ciclo, evaporaram noite...
    .
    É Arte Poética, Arte, pura Arte a tua fotografia. Lindo, muito, muito.

    Beijos,
    Mai

    ResponderExcluir
  95. A chuva limpa as dores,os amores sem cores,limpa a alma....
    Lindas fotos,lindo escrito.
    Beijos em ti

    ResponderExcluir
  96. *
    chuva,
    a saudade
    que lacrimeja,
    ,
    aquele abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  97. Tossan

    Você me fez sorrir, lá, alma e fotos por vezes, muitas vezes defocadas. rsrsr

    te beijo.

    ResponderExcluir
  98. Triste poema mas riquíssimo em sentimentos...traduz exactamente a dor que vai na alma....o sofrimento...que arraste...

    Beijo

    BShell

    ResponderExcluir
  99. Será que isso não é renovação???
    Beijos em ti

    ResponderExcluir
  100. Ai...Tossan, você me desembrulha sentimentos!
    Essa última foto, é linda! O Sol, depois da chuva!
    A bonanza depois da tempestade!

    Beijo

    ResponderExcluir
  101. ...gosto da chuva
    se desmanchando
    nas calçadas,
    e enquanto olhos
    os pingos saltitantes,
    disfarço minhas lágrimas
    de eternas saudades...

    bj

    ah
    peguei uma foto sua,
    porque 'viajei' na
    imagem e vou postar
    lá em casa...

    ResponderExcluir
  102. lindíssimas fotos tossan....

    sabe que,eu venho ao seu blog todos os dias...então de uma forma ou de outra eu leio seus poemas...e as vezes(muitas vezes) eles me leem também.....como agora....

    .....parece que as gotas de chuva estão aqui,molhando minha face,e rolando com minhas lágrimas.....

    ...(momento deprê hj)

    ...mas é isso querido...lindas fotos e poema arrebatador como sempre^^

    um beijo enorme para vc^^

    ResponderExcluir
  103. a saudade ... bem dita....

    mas gostei do poema...

    imenso beijinho

    ResponderExcluir
  104. Tosan! Porque será que a saudade se mete em algum lado,as vezes em citios que não a conseguimos tirar,ainda bem que esta foi para o boeiro?a chuva nos trás reflexão de alguma coisa,como demonstra as belas fotos que sempre nos brilhas.
    Beijinho bfs

    ResponderExcluir
  105. Genial Amigo:
    Soberbo. Imenso. Repleto de beleza e pureza.
    Excelente versejar.
    Parabéns sinceros.
    A sua magia preenche tudo e todos.
    Abraço de amizade e respeito.
    Sempre a lê-lo atentamente...

    pena

    Fabulosas imagens numa sensibilidade admirável e brilhante!

    ResponderExcluir
  106. BENTIDA SAUDADE, DIGO EU!

    OUTRA VEZ...
    FELIZ DIA DOS NAMORADOS!

    Amor é Amor
    Efigênia Coutinho

    Dois corações sinceros, emoção e beleza
    Não há nada que impeça. Amor é Amor
    Onde não encontra barreiras nem dor
    não modifica ou teme a qualquer incerteza.

    Amor, é símbolo imutável, dominante,
    Que vivencia a procela com bravura;
    É corpo celeste no espaço fascinante
    Cujo sentir se aprimora, lá nas alturas.

    O Amor não oscila ao tempo, é plenitude
    Na acessa fantasia vira virtude
    O Amor transcende extremos de beatitude.

    Afirmando para eternidade fidelidade...
    Com paixão, seu coração, forte brasão...
    Há ardor mais forte que Amor e cumplicidade!?

    Balneário Camboriú
    2009

    ResponderExcluir
  107. Tossan gsotei de mais das imagens aonda mais com a data de hoje tem tudo haver.....

    feliz dia dos namorados
    abraçao

    ResponderExcluir
  108. Linda a chuva ficou no seu poema!


    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  109. Adoro a chuva (:

    A fotografias combinam muito bem com os poemas.

    Adoro todos os seus trabalhos muitos parabéns

    Beijo*

    ResponderExcluir
  110. Magnitifas fots amigo Tossan, cada vez melhor, cada vez com imagens que nos vão surpreendendo pela sua beleza, adorei estes momentos de cor e olhares especiais que tens.
    Belo poema.
    Grande abraço de Portugal,
    Nuno

    ResponderExcluir
  111. l
    i
    n
    d
    .íssimo.

    .fantástico.

    .p.a.r.a.b.é.n.s.

    .um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  112. Oi amigo.Linda postagem.
    Essa chuva ai!
    Ficou um manst.
    Vem me visitar. vc sumiuu.
    Com carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  113. quedo hipnotizada con la última imagen,,,y deseo llevármela a mi cieloytierra....

    ya queluego se
    que aquí
    también está mi alimento


    un saludo y gracias por la belleza

    ResponderExcluir
  114. Lindo, Tossan, lindo..

    amo as pequenas coisas que só tu observas e transforma em verso.. em saudade.. em eternidade!

    Parabéns..

    Quero aprender a fotografar viu?
    ´[risos]´

    Abraços!

    ResponderExcluir
  115. Até a entrada de um bueiro ou algo no gênero, a seus olhos ficam demais! Maravilhoso tudo por aqui.
    Um beijo e que Santo Antônio ilumine mais e mais a sua vida.

    CON

    ResponderExcluir
  116. Pegue um sorriso
    E doe-o a quem jamais o teve.
    Pegue um raio de sol
    E faça-o voar
    Lá onde reina a noite.
    Descubra uma fonte
    E faça banhar-se
    Quem vive no lodo.
    Pegue uma lágrima
    E ponha-a no ânimo
    De quem não sabe lutar.
    Descubra a vida
    E narre-a a quem não sabe entende-la.
    Pegue a esperança
    E viva na sua Luz.
    Pegue a bondade
    E doe-a
    A quem não sabe doar.
    Descubra o AMOR
    E faça-o conhecer o mundo.

    ( Mahatma Gandhi)

    Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho...
    Abraços Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  117. Maldita saudade...

    Tossan, se existe um remédio para essa danadinha, a gente sofreria menos...rs

    Bela reedição!

    Seu poemas são sempre tão belos!

    Amo sua poesia...
    Amo sua fotografia...
    Amo vc, amigo querido!


    Beijos avassaladores!

    ResponderExcluir
  118. Amiguinho até a tua "chuva" me trouxe saudades, saudades que já estavam "adormecidas" e que hoje acordaram ao ler esta tua “breve” poesia mas imensa em sentimento, e fiquei aqui a "morrer" de saudades.
    Nas imagens consigo ver chover até na imagem fantástica do “bueiro” (já não ouvia esta palavra há tanto tempo, sabes que é um regionalismo aqui desta zona onde nasci e vivo?) Muitos aveirenses e ilhavenses (cidades de Aveiro e Ílhavo) foram viver para o Brasil e talvez trouxessem de lá essa palavra, quem sabe!
    Um jinho salpicado de pingos de chuva mas bem terno:-)
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  119. Adorei as fotos, adorei os poemas adorei o blog cheio de riqueza e de simplecidade, tudo adorei por ser belo de verdade.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  120. Gostei muito de todo o blogue, maravilhoso em todo o contexto.
    As fotos e os poemas são maravilhosos. bjs

    ResponderExcluir
  121. Chuva, calma e medo...
    dor, na chuva fica mais forte... na solidão, mais triste...
    com o outro, mais romantico..

    ResponderExcluir
  122. Estou de volta amigo,obrigado pela sua visita.
    Senti saudades de vcs.

    Fim de semana de bençãos.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  123. Parabéns!!!

    É sempre bom estar em espaços como este! O blog é muito legal. Voltarei mais vezes.

    Venha me visitar também

    Tenha um excelente final de semana!

    Sucesso!

    ResponderExcluir
  124. e dolorido poema, amigo. Mas as vezes nos sentimos assim, e a poesia, deve expressar todos os sentimentos. Não é assim com Cecília, Clarice, Quintana também? Aliás, meu caro poeta, v. está se equiparando a eles. Sério! Este poema é a prova do que falo. Abração.

    ResponderExcluir
  125. Imagens e palavras nesta réstia de sol molhado.
    Lindo!

    Com carinho,

    Cris

    PS-Postei no blog www.cristinasiqueira.blogspot.com algumas fotos minhas que aguardam sua expert crítica.O ensaio foi assinado por George di Santi.

    ResponderExcluir
  126. Meu caro amigo Tossan, estas maravilhosas imagens reafirmam a beleza de seu trabalho fotográfico e poético. E como a natureza nos proporciona momentos de real beleza, nós, às vezes, não atentamos para isso. Muito bom, com sempre.

    Paz, inspiração para você.

    Forte abraço

    Caurosa

    ResponderExcluir
  127. Eu gosto de chuva. Gosto de a sentir. Belissimas fotos amigo.
    PArabéns por mais um lindo post.
    Bom Domingo

    ResponderExcluir
  128. e onde eu digo o seu nome, criatura? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  129. Teve uma época, quando trabalhava na praia, que rezava pra chover. Não adiantou foram 90 dias de trabalho e só 4 de chuva... mas foram 4 lindos dias que dançamos de alegria na escadaria da prefeitura... hehehe
    .
    Chuva é bom, mas não demais. E nem de manhã de cedo...
    Bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  130. "Viver um pelos outros, viver em todos e em cada um, como sentimos cada um dos nossos semelhantes, viver em nós mesmos. Eis o verdadeiro destino dos homens".
    Visita de uma amiga insone que, por acaso se deitou e dormiu 4 horas seguidas, e agora, que é hora de dormir, não consegue. Acho que vou abrir outro Blog.
    Beijos,
    Renata

    ResponderExcluir
  131. Tossan, passei pra deixar um abraço e agradecer tua visita e carinho.

    Parabéns tuas fotos são lindas.

    Abraços

    Venha sempre me visitar. Será um prazer.

    Lu

    ResponderExcluir
  132. Amigo Tossan volta e meia, olha eu aqui novamente, passando para agradecer sua atenção, gentileza e amizade. Acredito que a verdadeira amizade nunca se desgasta, portanto assim quanto mais se dá mais se tem. Aproveito para compartilhar com você de Esmeralda Ferreira Ribeiro;
    “ Força de viver...
    Grita ao mundo
    a tua alegria,
    a tua generosidade,
    a tua disponibilidade,
    a tua força de amar.
    E daí,
    a tua confiança,
    a tua esperança,
    a tua disposição de lutar.

    Diz-lhe
    que vale a pena viver,
    que a grandeza está no ser,
    e é preciso acreditar
    que a vida é causa maior.
    E assim,
    o efêmero vai passar,
    mas o que fizeres de perene
    jamais se pode perder,
    é autêntico valor.”

    Obrigado por sua visita, a casa é nossa, volte sempre! Também de todo coração votos de um excelente e animado fim de semana. Paz, saúde, proteção, prosperidade e muitas bênçãos. Fique com Deus, um forte e fraterno abraço. Brilhe sempre!!!
    Valdemir Reis

    ResponderExcluir
  133. Estupendas todas tus fotos. Un placer haberme pasado por tu espacio.

    Saludos!

    ResponderExcluir
  134. Em um click, Tossan, fotos incríveis boa música palavras de reflexão e algumas boas oportunidades de um refletir em oportunidades lançando um olhar de esperanças sobre a vida e uma felicidade possível...
    Tossan meu sempre grande abraço e desejo de sucesso.

    ResponderExcluir
  135. Fala Tossan, passando para matar a saudade...pesquei ela num bueiro, mas tá inteirinha, cheia de saúde, e próxima para outra chuva...rsrs
    Bom, o "Palhaço sai na próxima postagem, logo depois das provas mesmo, ando mexendo com ele ainda...
    Quanto a saudade aí, fica tranquilo, saudade é bom, e daqui a pouco você vai matá-la, pode acreditar, aí a dor se vai de vez pelo bueiro, dando lugar a felicidade, nada de dor...rsrs
    Passando para agradecer os amigos que apesar da minha ausência, ainda marcam presença lá no verseiro...um abraço na alma...bom domingãooooo

    ResponderExcluir
  136. Ah não sei
    se são mais lindo
    o Imagens
    ou o palavras
    ajustar
    como chuva
    para mar.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  137. Obrigada Tossam pelas tuas palavras hoje também está chuva aqui em Aveiro e lembrei-me da tua "chuva".
    Já agora em resposta a um comentário teu no Blog da amiga Conceição Duarte (que descobri os familiares dela aqui em Aveiro:-)) e sobre o Santo António:
    Santo António, de seu nome Fernando, filho de Martim de Bulhões e Maria Teresa Taveira Azevedo, nasceu em Lisboa entre 1191 / 1195.:-)
    Se tivesses avisado a Fernandinha eu não tinha descoberto:-)
    Este Mundo da Blogosfera é uma aldeia!!!:-)
    Ainda em relação aos comentários no meu Blog, sou Cristã Tossam, acredito NELE, e estará sempre no meu coração. Obrigada por seres uma pessoa linda e muito carinhosa.
    Desejo-te um Domingo muito happy!:-)
    Beijinhos,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  138. Ahahahahahahahah vc é terrívelmente engraçado! Muitos beijinhos e meu carinho para esse Tossan que é lindo!

    Tenha um óóóóóóóóótimo domingo!

    CON
    O
    N

    Ainda comentário para vc, na CHUVA!

    ResponderExcluir
  139. Toda a realidade tem os seus filtros.

    ResponderExcluir
  140. poxa brigada pelas visitas vou te linkar ok prometo vir aqui sempreee
    =D

    ResponderExcluir
  141. Envolvente mistério cheio de novelos, sobressaltos delirantes, belas imagens, abs

    ResponderExcluir
  142. Texturas, cores, luzes. Encanto! Tudo perfeito!

    ResponderExcluir
  143. É sempre muito bom passar e ficar por aqui um pouquinho...

    beijinho

    ResponderExcluir
  144. QUE PROFUNDO SENTIMENTO A TRISTEZA,MARAVILHOSAS FOTOS EU QUE GOSTO DE CHUVA AMEI DEMAIS ESTAS FOTOS!

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)