segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

alma



O sol já é uma paixão,
mas só pra quem solta a alma...
Corpo livre para quem se apaixona
pelo vento e o olor da maresia pura.
A estrela já é uma paixão,
mas só pra quem solta a alma...
Corpo livre para quem se apaixona
pelo início da noite 
e a calma da maré no poente.
(texto&photos por tossan)
o0o
visite o b&w

50 comentários:

  1. Arrasou na noturna! Cenários como esse são inspiradores!
    Lindo texto, poetinha Tossan!!!

    ResponderExcluir
  2. Este poema tem o meu jeito, levei para postar na fanpage também chamada Um vento na Ilha.
    beijos aos dois

    ResponderExcluir
  3. Como sempre lindas fotos com um belo poema...

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Dear tossan, your photographs are so beautiful, you have captured two wonderful images in time, the colours and the light are amazing.
    Beijos
    xoxoxo ♡

    ResponderExcluir
  5. Beautiful ... especially I liked the second one.

    Have a nice week! ; )

    ResponderExcluir
  6. Lovely poem and photo's....i like the light and colors Tossan.

    Greetings from Hollanda, Joop

    ResponderExcluir
  7. Fotografías con alma siempre presentes en tus entradas Tossan
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  8. aqui so tem TALENTO!!! para ecrever e fazer lindas fotos! aplausos e beijossssssssssss

    ResponderExcluir
  9. Fotos perfeitas meu caro!
    Eu sou apaixonada pelo sol, tanto pelo seu nascer quando, quanto pelo seu entardecer!
    Lindo o poema, deve ser assim mesmo, quando a alma se liberta que os apaixonados ficam em paz para amar.

    ResponderExcluir
  10. Deve ser por isso que quando me aproximo da da Natureza, especialmente o mar, sinto cm se minha alma se desprendesse, de tanto contentamento.

    Tudo lindo aqui!
    =)

    ResponderExcluir
  11. Paixão mesmo, são essas fotos.

    Bom dia!
    Uma segunda-feira cheiinha de paz.
    Beijinhos do Brasil.
    ¸.•°♡♡✿ °•.¸

    ResponderExcluir
  12. beautiful gold on these images !

    ResponderExcluir
  13. Amigo! O sol sempre por companhia da alma,alegra seduz e ama,adorei as fotos sempre de grande beleza.
    Beijo e boa semana.

    ResponderExcluir

  14. Olá prezado poeta da luz e das palavras, Tossan.
    Que tudo esteja bem contigo!

    Fotos da natureza são belas naturalmente. As feitas nestes momentos do crepúsculo são deveras encantadoras, parabéns poeta santista!

    O poema, bem, o poeta sempre tem algo a dizer, principalmente inspirado pela natureza que o cerca!
    Deveras agradável por cá passar, obrigado por compartilhar.
    E assim agradeço por tuas gentis visitas e comentários e desejo que tenha em teu viver sempre esta felicidade intensa, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  15. Dos bellos contraluces, me encantan las siluetas de la primera imagen.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  16. ...por-de-sol,
    mar, e poesia...

    o que precisamos mais,
    depois disso?

    fantásticos clicks com
    a marca inconfundível...

    TOSSAN!

    bjokas da Vivi!

    ResponderExcluir
  17. Adorei a última fotografia. A luminosidade está perfeita.
    É como um caminho dourado, que nos leva para a uma terra encantada.

    ResponderExcluir
  18. Caro Santos; Excelente trabalho....
    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Ao olhar as fotos do sol me lembrei das primeiras vezes que vim ao seu blog, o encanto de olhar as fotografias do pôr do sol.
    Sol, mar, paixão...fotografias, palavras...combinação perfeita.
    abraço

    ResponderExcluir
  20. ✿ ❊ ✿ ❊ ✿ ❊ ✿
    Merci pour Tossan pour tes magnifiques photos !!
    Excellentes !

    BISOUS et bonne journée !!! :o)
    ✿ ❊ ✿ ❊ ✿ ❊ ✿

    ResponderExcluir
  21. Lindas fotos, Tossan!
    Retornei ao mundo Blogger.
    Feliz 2013 para ti.
    Sill

    ResponderExcluir
  22. Beautiful photos, I like this dawn of the soul, exquisite.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  23. Hermoso post!!!
    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderExcluir
  24. Espetaculares. A segunda foto então me levou diretamente a Santos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Gorgeous sunset, beautiful lyrics!
    Best regards!

    ResponderExcluir
  26. O sol representa vida, além de ser romântico! Suas imagens como sempre são fascinantes.Beijinhos.

    ResponderExcluir
  27. Belo pôr do sol, inspira, um belo poema e assim, como fotos extraordinárias.

    Cumprimentos

    http://ventanadefoto.blogspot.com.es/

    ResponderExcluir
  28. E o resultado final são essas belas fotos tiradas com alma e coração de mar...lindas meu amigo. Beijos com carinho

    Fui ao mar de manhãzinha
    Mas não consegui encontrar
    O teu corpo, alma minha
    E os teus olhos de luar.

    ResponderExcluir
  29. O mundo é cheio de vida,,,de cores,,,de paz,,,temos que estar no lugar certo e na hora certa para clicarmos esses sentimentos e mantermos leves nossas almas...abraços meu amigo,,,paz e muita poesia pra ti...

    ResponderExcluir
  30. gorgeous!! cumprimentos!!

    un abraco!

    ResponderExcluir

  31. · El alma, amigo, la perdemos de vez en cuando, especialmente en los días de dolor intenso.
    · Las fotos, tus fotos, son un alivio para las almas cansadas.

    · abraços

    · CR · & · LMA ·


    ResponderExcluir
  32. As tuas fotos têm alma.
    E o teu poemas tem imagens.
    Magnífico post.
    Um abraço, caro amigo.

    ResponderExcluir
  33. Eu apaixonei-me pelas fotos e pelo poema, dois momentos que denotam uma sensibilidade invulgar.
    Seduzem-me estes finais de tarde.

    Bjs
    Manu

    ResponderExcluir
  34. Que imagens fabulosas, Tossan, adorei passar aqui, há muito que não o fazia.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  35. Um bom final de semana pra ti meu amigo,,,cheio de cores clicks e versos...abraços.

    ResponderExcluir
  36. Muito interessantes essas cores que vc captou! Gosto, são das minhas preferidas!
    Abraço deste "fugitivo" :)

    ResponderExcluir
  37. Meu querido amigo

    Como sempre uma sintonia perfeita entre as imagens e o belo poema.
    Saio daqui maravilhada.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  38. Preciosas fotos del atardecer, romanticas y bellas como tu poema!
    beijinhos, feliz semana!!

    ResponderExcluir
  39. Belíssimo poema, poeta das imagens e das palavras. que lindas estão as duas fotos!...

    1 beijo

    ResponderExcluir
  40. WOW! I'm really just completely silent.
    Really beautiful!!

    ResponderExcluir
  41. Fico feliz amigo, que esteja aqui e como é bom saber que posso encontrá-lo, por meio de suas imagens, por meio de seus poemas sempre que quiser, que sentir saudades, que precisar ouvir (ler) algo que sempre me inspira. Sem medo de querer ser mais feliz. A felicidade é talvez ilusória, mas quando ela vem, rejuvenescemos. Independente das idades (que aliás, às vezes, sinto ter todas elas - rs). Abração.

    ResponderExcluir
  42. Olá!
    Com grande alegria ver suas fotos.
    Eu invejo o calor, o mar, flores desabrochando ...
    Para mim frio - 15 graus Celsius, neve, frio.
    Mando saudações de polaco longe.
    Lucia

    ResponderExcluir
  43. Magnifica postagem,adorei o teu blogue,tens poemas muito bonitos e fotografias maravilhosas!!

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)