terça-feira, 30 de novembro de 2010

mentira


Dizem inodoras as águas das nascentes,
Mentira... Tem aroma de frescor.
Dizem insípidas as águas das fontes e bicas
Mentira...tem sabor do alívio.
Dizem límpidas as águas do rios, mares e lagos,
Mentira...O homem vomita todo lixo...
Matematicamente as águas se multiplicam,
biologicamente elas se subtraem.
Os seres do planeta gritam que estão com sede
não só de água, mas de água pura e cristalina
que não sabe nadar nas impurezas
e morrem afogadas pelo caminho.
(texto&photos por tossan)
<>
visite

65 comentários:

  1. Wonderful pics!

    xoxo,

    colormenana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Há muito já não vinha aqui, em boa hora o fiz, grande poema, parabéns!

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderExcluir
  3. Não me amarro em mentira, mas essa eu adorei! Porque sei que é a pura verdade!

    tossan, demais! Gostei dos cliques, do primeiro eu gamei!

    Um beijo de verdade!^,^

    ResponderExcluir
  4. lINDA POSTAGEM! Poema e fotos inspiradoras.
    A primeira foto então, ficou demais.
    Abraços
    José Jaime

    ResponderExcluir
  5. Belas fotos e texto importantíssimo, é preciso denunciar com palavras, com imagens, com tudo o que estiver ao nosso alcance.
    Beijos
    Branca

    ResponderExcluir
  6. Oi querido, td bem?
    Falaste muita verdade em relação a água, o homem não se percebe o que faz.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  7. É, o mar é uma enorme lixeira submersa da nossa estupidez e ganancia. O lucro é mais forte do que a beleza.

    abraço

    ResponderExcluir
  8. E infelizmente as águas estão cada vez mais poluídas, pela ignorância humana. As fotos estão lindas.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  9. ...profundo,
    verdadeiro,
    lindo e mágico
    como todos seus
    posts!

    bj, querido!

    ResponderExcluir
  10. Tossan,
    me afoguei na ternura destas tuas palavras puras
    e gostei, gostei muito de matar a minha sede nestas aguas limpidas, de sabor fresco.
    Amei, Tossan.
    Lindissimo.
    Beijo :)

    ResponderExcluir
  11. Un bello poema amigo Tosssan, y unas imagenes geniales para acompañarlo, excelente tu trabajo Tossan, recibe un fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  12. La segunda foto es toda una reivindicación ... como un gran balón de oxígeno para esa naturaleza día a día maltratada. El agua es un bien escaso y sin embargo no somos capaces de concienciarnos de ello en esta parte del mundo.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  13. oi tossan,td bem? saudades...vim olhar as lindas e encantadoras fotos e o poema deste poeta,um bjo querido que sua semana seja radiante!

    ResponderExcluir
  14. Olá amigo, belas fotografias...belas palavras...Espectacular....
    Num mundo de verdades e mentiras, todos temos medo da mentira, mas apenas os tolos tem medo da verdade.

    (Autor:Ana Helena Pereira)

    Um abraço

    ResponderExcluir
  15. belissssimo poema, belisssimas fotos,gostei muito de "sabor de alivio", muito bonita imagem
    abraços enormes

    ResponderExcluir
  16. Um poema límpido, transparente, vomita o que deveriamos ser/proceder...e por vezes nada fazemos por isso...ou muito, muito, pouco.
    Um excelente poema de alerta
    Abraço
    Mer

    ResponderExcluir
  17. Excellent
    Work
    good
    creations

    ResponderExcluir
  18. El poema es bonito pero las imagenes me encantan sobre todo la primera, tipicamente otoñal, muy bien encuadradas las dos, un cordial saludo Tossan.

    ResponderExcluir
  19. Digo-te que me vi aflita para ler a cor das letras... mas entendi o que está escrito.

    água, água que nos ajude a viver e mate a sede da terra, animais, plantas também.

    um beijinho de água pura.

    laura

    ResponderExcluir
  20. Bonito poema!!

    La primera foto me parece muy triste.

    Besos

    ResponderExcluir
  21. Quem gosta da água sabe o que ela diz. Belo, amigo* As fotos de gente em pxb estão maravihosas, sem desmerecer as demais.
    Beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  22. Oi Tossan
    Entendi sim que bom que tu gostou esse filme realmente mexeu comigo e ainda bem que está tudo bem com teu coração.
    Muito bonito teu poema e tuas fotos lindas mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Detallistas fotografías llenas de originalidad y excelente el texto con el que acompañas. Enhorabuena y que tengas una buena semana. Saludos
    Ramón

    ResponderExcluir
  24. Gostei do teu poema, muito ecológico...
    E das fotos, excelentes.
    Caro amigo, um abraço.

    ResponderExcluir
  25. Linda fotografia,
    Bela análise à poluição das águas,
    você é um encanto de pessoa!

    Beijos,

    Maria Luísa

    ResponderExcluir
  26. Umas palavras que todos deveriam ler, por forma a pensar duas vezes antes de desperdiçar água e de a poluir.
    A água começa a ser o novo ouro. Quem tem água em abundância é rico!

    Muito obrigado pelo reconhecimento e destaque.

    ResponderExcluir
  27. Olá meu nobre poeta das imagens Tossan, e algumas dessas mentiras estão destruindo o nosso planetinha azul. Ainda bem que muitos de nós lutam para reverter tudo isso. Um nobre grito de alerta, parabéns. Paz e harmonia em seus dias.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  28. magia nas palavras e nas imagens
    saudades de passar por aqui
    beijo

    ResponderExcluir
  29. Me gusta mucho especialmente la primera, por la composición con un lenguaje genuinamente abstracto. Una composición perfecta y muy sugerente. El agua junto a la luz es la fuente de la vida, por eso tu poesía tiene todo el sentido de la vida.

    ResponderExcluir
  30. Oi amigo Tossan!!! Você continua o mesmo fotografo das folhas rsssssssss lindas as fotos e com um texto maravilhoso como sempre, tudo muito lindo por aqui.
    Abraços de saudades

    ResponderExcluir
  31. Olá Tossan,
    Beleza, Cristalina...
    Verdade! Pura!


    Bjs dos Alpes

    ResponderExcluir
  32. Mas as águas se turvam na mentira. E cedo ou tarde a mentira virá à tona, como bóias sinalizadoras. A mentira - como rolha, sempre virá à tona.

    Teu poema filosofou bonito e entre palavras e imagens, lá está ela, boiando...

    beijos, querido

    ResponderExcluir
  33. Me gusta mucho la hoja arroyada por el agua, es muy otoñal y muy bonita, saludos...

    ResponderExcluir
  34. Que a verdade seja dita. Fotos também fantásticas. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  35. ...a boa filha a casa torna..

    bom voltar aqui meu querido...te adogo

    ResponderExcluir
  36. Tossan,

    um poema espetacular pelo conteúdo, força e beleza poética. Adorei! As fotos ilustram maravilhosamente bem. Parabéns pela belíssima postagem.

    Carinhoso beijo, amigo.

    ResponderExcluir
  37. Tossan,
    lembrei da música " Planeta Água" do Guilherme Arantes.
    Adoro água. A água limpa. Renova. E deve ser bem cuidada....
    bjs

    ResponderExcluir
  38. Meu querido amigo

    As fotos estão como sempre maravilhosas...em consonância com o belissimo poema.

    deixo um beijinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  39. Belleza de fotos, el agua luce tan cristalina y de espuma blanca en la primera y el reflejo de la segunda quedo de maravillas, gostei muito caro!
    El poema precioso, nada puro como el agua,
    beijinhos,

    ResponderExcluir
  40. Os recursos da terra bem que gritam , só temos de os ouvir!
    adorei a brincadeira dos sentidos , da cegueira do Homem.
    beijo

    ResponderExcluir
  41. Lamento que os que morrem pelo caminho sejam os que menos poluem.
    Um dia, o lixo que invade a mente dos destruidores da natureza ditará o seu fim. Aí sem glória nem poderio.

    Bonita essa tua imagem de Outono.

    Grande abraço, Tossan.

    ResponderExcluir
  42. Buenos detalles has conseguido con estas fotos
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  43. *
    verdadeira,
    a tua poesia,
    ,
    abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  44. Uma poesia que traça paralelos entre mentiras e verdades...

    O que será que temos mesmo de verdade?
    O que será que temos de concreto?

    Tudo uma grande metáfora...


    Beijos meus...

    ResponderExcluir
  45. Grande Tossan! Que bom q gostou, e obrigado por divulgar!! Vai ficar legal a metade palhaço metade vc como a foto do seu perfil, se quiser será uma honra fazer again prá vc.
    Mudando de assunto, estou pra te dizer(se é que já não disse) que seu outro bloguito só de fotos tá fodástico!!! Uma foto melhor q a outra, babo sempre que entro, e é a mais pura verdade! Pena só não ter como comentar,então comento aqui;)
    Forte abraço!!

    ResponderExcluir
  46. Tossan. A água um bem e vida.Poema de alerta,para que não se poluir os rios os mares,porque ela é todos temos os seres humanos.A foto da folha está magnífica
    Beijinho bfs

    ResponderExcluir
  47. Os rios nascem puros e vão morrer maculados pelos insensatos.
    Seu poema é um grito de alerta e são belas as suas fotos.

    bj

    ResponderExcluir
  48. Tossan, querido
    As fotos são legais mais a 1ª é linda.
    Somos 90% água... o planeta é 70% água... como viver sem ela? Talvez tenhamos que descobrir mais cedo do que pensamos... já há populações vivendo sem água. Eu disse vivendo? Desculpe... quis dizer, morrendo...
    Sensacional poema-alerta-ecológico. É sempre bom lembrar...
    Teu outro blog é um espetáculo! Cada foto mais linda que a outra. Parabéns.
    Beijokas e um delicioso fds.

    ResponderExcluir
  49. Gosto muito de água

    Mentiras se multiplicam. É realmente difícil nadar num mar de mentiras, na lama da falsidade.

    abraço!

    ResponderExcluir
  50. Adorei os cães em P&B! O segundo eu amei!

    Mais beijos! ^,^

    ResponderExcluir
  51. Mentira...sim mentira,
    nós mesmos somos mentira,
    conspurcamos o universo,
    tudo destruímos ,não sei como ainda conseguimos
    olhar o espelho.
    gostei muito da musica, e a primeira foto, ficou demais
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  52. há muito mais verdade nas entrelinhas...

    que fotos... a primeira, a água... uau !

    beijos

    ResponderExcluir
  53. obrigada Tossan e In natura, pelos parabens!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  54. Como siempre, tus fotos y tus letras, realmente bellas...

    Saludos y un abrazo.

    ResponderExcluir
  55. O planeta pede socorro há muito tempo. Mas nas mídias os "alertas" me sooam marketings das próprias empresas. Mas aqui, o alerta é real... sem mentiras! Abração, poeta.

    ResponderExcluir
  56. aqui encontram-se sempre grandes imagens de luz e palavras feitas.

    parabéns.

    ResponderExcluir
  57. Uma perfeita mensagem.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  58. Que delícia passear pelo seu blog...me permite o fazê-lo sempre?
    Abraços
    Lhú Weiss

    ResponderExcluir
  59. Belo demais, fotos e texto, sentimos sede de água potável, pura e cristalina, aguas verdadeiras, que passam, voltam e multiplicam num vasto mundo e vazio, como uma mentira.
    Abraços meu amigo

    ResponderExcluir
  60. Tossan, você está fotografando muito bem e pode melhorar mais a cada dia. Obrigado por prestigiar o Fotoblog. Abraço

    http://dcb-press.nafoto.net/

    ResponderExcluir
  61. Um grito poético de socorro. As fotos são lindíssimas e destaco a primeira. Adorei o ritmo da música. Beijus

    ResponderExcluir
  62. Bonitas fotografias acorde con el texto.
    Un saludo.

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)