domingo, 15 de março de 2009

pescador


Passa vento...
Passa lento
o tempo sereno,
a paz do crepúsculo
cresce com ele.
Há um bálsamo,
o seu assobio
solitário e
desafinado,
interrompido
pelo silêncio
do momento...
(texto&photos por tossan)
*
blog convidado desta postagem
http://mladeiro-hooby.blogspot.com/

98 comentários:

  1. Passa vento, passa lento e me leve contigo...a flutuar belas paisagens, a banhar de mim a luz dos dias...a trazer-me lembranças tuas...vento passe, lento...em mim!

    Tossan, olha só, vc me inspirou! Amei sentir teu vento nas fotografias...

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Sua foto, seu poema, deixam em mim a paz desse crepúsculo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. LINDA!!!!!!!!!
    Simples!!!!!mente!!!!!linda!!!!!!.

    beijos,
    Selena

    ResponderExcluir
  4. Plástica que tem cheiro de mar
    e toque do vento...
    trilha que faz a imagem ser percebida em detalhes únicos...
    conteúdo sentido e verdadeiro!
    Isso que eu chamo de requinte.

    beijos, parabéns e muito, mais muito obrigada por compartilhar tantas coisas lindas conosco

    ResponderExcluir
  5. LIndas imagens, Tossan! Suas palavras me fizeram pensar como o tempo andou devagar para mim esses dias... Lentos...
    Bjocas, boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  6. HUmm....esse silenncio para pensar em nossas vidas...para refletirmos na realidade alguns rumos..ate mesmo para sonhar...imaginar......


    gosteii...

    abraços meu amigo...

    ResponderExcluir
  7. Passei por aqui
    como o vento, as nuvens, o mar
    e o sol ao crepúsculo.

    O poeta vive à beira
    do abismo
    e do êxtase.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Há mais um peixinho para ti no "ematejoca azul", querido pescador.

    ResponderExcluir
  9. La del faro es preciosa.bonitas tomas y bonito poema.
    Saludos

    ResponderExcluir
  10. La del faro es preciosa.bonitas tomas y bonito poema.
    Saludos

    ResponderExcluir
  11. Estavaa olhar para as tuas magníficas imagens e a pensar como seria bom desfrutar de uma beleza incrível como aquela. Também imagino que o pescador esteja deliciado com o que o envolve, a pesca dele vai mais além, em sonhos, em tranquilidade, em felicidade...
    Adorei tudo amiguinho "Tossan" és um artista e uma pessoa dotada de grande sensibilidade.
    Um beijinho especial para ti,
    Ana Paula (uma mulher que vive só, um dia de cada vez, e é feliz.)

    ResponderExcluir
  12. bela homenagem a todos os pescadores. Este poema fez me lembrar o meu sogro!
    Muito bonito mesmo...

    E agora as FOTOS!
    Adorei os contra-luz... ficaram mt bem!!

    Continuação de boa pescaria ;)

    ResponderExcluir
  13. É quem vai pescar tem disso.
    A pciencia. A surpresa..O momento certo!

    As fotos não preciso nem dizer, belas como sempre.

    beijos

    ResponderExcluir
  14. dєѕєנσ υмα вσα ѕємαиα, вєιנιинσѕ dα мαиυєℓα, νιѕιтє σ мєυ вℓσg є ℓєνє υмα ℓємвяαиςα.
    нттρ://ѕιмρℓєѕмєитємαиυєℓα.вℓσgѕρσт.cσм

    ResponderExcluir
  15. Uma ótima semana pra vc Tossan.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  16. Linda tua foto dourada, linda tua foto de luz. estava com saudades das palavras e fotos.

    ResponderExcluir
  17. Lindo o teu poema de mar.
    As fotografias belíssimas!
    Beijo
    Isabel

    ResponderExcluir
  18. Passando aqui, leve como o vento, em paz na claridade, sem medo e sem saudades, só um desejo assobio prá ti: que tua semana seja esplêndida e feliz.
    Beijos carinhosos.
    Cleo

    ResponderExcluir
  19. Bom dia Tossan
    É no silêncio de nós mesmos que muitas vezes encontramos esse tempo sereno.
    Tenha um ótima semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Bom Dia, meu anjo das fotos! \o/
    Passa vento, passa lento... Passa lento pelo meu rosto, pelos meus cabelos! Ai, ai...
    Lindas a fotos... =) A "sombra" do pesacdor ficou perfeita.
    Beijãozão

    ResponderExcluir
  21. Amei o poemaaaaaa
    **

    E o vento canta
    e a música é tanta
    que tudo dança!

    bjo

    ResponderExcluir
  22. Lindas fotos e que junto com esse belo poema me tramporta a um lugar de paz...

    Ótima semana.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  23. ...lindíssima postagem.

    Que os bons ventos nos tragam dias cada vez melhores!

    E as brisas possam sempre nos encantar!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  24. Solitário
    o tempo
    determinado
    o vento
    no piar de pássaro
    faz voar
    o desalento...!

    Fotos 5 *

    Beijo, deste lado do oceano

    ResponderExcluir
  25. Tossan....meu querido....

    Suas fotos exalam o cheiro, cheiro do tempo, que sopra no vento, lento....com o balanço da ondas....que refletem as sombras, da embarcação da vida!

    bjinhos

    ResponderExcluir
  26. Deves preferir a primeira foto porque a puseste em primeiro lugar, mas adoro aquele céu da segunda! Está divina desdo o enquadrmento, à tonalidade e à própria acção! Tens de ir ver as fotos maravilhosas que tirei numa quinta!

    Este post é bom para o stress, ás tuas palavras acalmaram-me!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  27. Umas fotos maravilhosas, Tossan. O poema lindo! Agradeço o destaque ao meu espaço. Creio que não o mereço, mas fiquei contente........ATÉ

    ResponderExcluir
  28. Parabéns, Tossan,cadavez quevenho aqui éum encanto. Imagens e poesia,sempre muito bem sintonizadas. Adorei a de hoje!

    Beijos!

    Lu

    ResponderExcluir
  29. Lindas as fotos assim como o teu poema, meu querido.
    O prazer solitário da pesca.O homem, em paz consigo próprio e com a natureza.
    Um beijo enorme.

    ResponderExcluir
  30. *
    o poema ?
    um assombro,
    ,
    um abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  31. Lindas fotos!Quem sabe um dia eu aprenda a pescar...Boa semana!

    ResponderExcluir
  32. O pescador não se sente pertencer a esta terra, por isso se ancora ao mar...

    ResponderExcluir
  33. Com os pés no mar, ele pesca ilusões...
    Com os pés na terra, ele assobia razões...
    E, entre o mar e a terra, ele constrói seu caminho, passo a passo!

    Saudades de você mocinho lindo!

    Com carim da LUiA

    ResponderExcluir
  34. Amo suas fotos.
    A luz...a sensibilidade...a arte !
    Muita luz pra ti, Tossan !

    ResponderExcluir
  35. Olá amiguinho!

    Estou sem sono, "carreguei as baterias" em 3 horitas e apeteceu-me vir até aqui apreciar melhor certos "pormenores" do teu espaço fantástico que considero dos melhores que tenho visitado.
    Li o teu poema "palhaço", a ouvir a tua música do pescador, li o teu perfil e senti algo que não sei explicar, ainda mais porque dizes que tens mais de 200? anos de idade. Vagueei por todas as tuas mensagens até ao início do teu Blog...

    "Tem dias que eu não quero dizer
    nada, quero apenas o direito de
    ficar calado sem ter que explicar
    o porquê de estar assim. - Tossan"


    Faço minhas as tus palavras.

    Obrigado Tossan, gostava de ter um neto como tu, com a tua sensibilidade, com o teu talento, com a tua fé...

    Beijinhos amigo,

    Ana Paula (alguém que já teve um "Tsunami" na vida em 2004, sobreviveu e que tenta: "Be Happy", porque a vida é uma dádiva, mesmo cheia de obstáculos)

    ResponderExcluir
  36. Eu queria o tempo sereno e a paz do crepúsculo também, bj meu querido, sempre me faz tão bem te ler!

    ResponderExcluir
  37. Cê acha ?
    Bom, fotógrafo é observador.
    Eu acho que é por causa da foto. Já disseram que eu lembrava a Vera Holtz..risos.
    Bjs, Tossan !

    ResponderExcluir
  38. Lindo...
    tão leve...
    tão sereno!
    ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  39. Nada como um bom passatempo...
    Deu até vontade de passar o tempo ao passar do vento, ao passo lento...
    Muito gostoso o texto, me fez viajar...
    Abraços

    ResponderExcluir
  40. Prefiro manteiga do que ferro....
    Acho a manteiga mais humana!
    E por falar em humana, quando é que o mocinho vai se animar a fotografar pessoas hein? Fico na fila, esperando um klic seu!!!!!!

    ResponderExcluir
  41. Tem horas que a vida fica meio assim, precisando de provérbios...obrigado Tossan...

    ResponderExcluir
  42. Ops...não comentei a postagem, acho isso uma falta, mas as vezes estmaos tão preocupados com a gente mesmo que viramos egoístas...
    "Passa lento
    o tempo sereno,
    a paz do crepúsculo
    cresce com ele".
    Queria pescar esses momentos hoje para mim...não com vara, mas com uma enorme rede..rsrs...um abraço na alma

    ResponderExcluir
  43. Engraçado, quando leio seus textos sobre pesca, me lembro de um amigo, fotografo, editor Pepe Melega.
    Edita ate uma revista sobre pesca..vc deve conhecer Tossan..nem sei se ele esta no olhares...faz tempo q nao vejo nem falo com ele...
    Grande fotografo por sinal.
    Como vc.

    Abração.

    ResponderExcluir
  44. O tempo passa e com ele o silêncio...
    No meio do silêncio um assobio pode sim confortar... Apenas um assobio e nada mais...

    Beijinho

    Maria

    ResponderExcluir
  45. passa o vento na serenidade da imagem
    beijos

    ResponderExcluir
  46. Há um bálsamo,
    nas tuas fotos,
    há uma poesia
    nos teus escritos
    afinados,
    interrompido
    pelo silêncio
    do momento...

    Beijusssss

    ResponderExcluir
  47. Voce quer me fazer rir neh?
    Adorei seu comentario

    beijos

    ResponderExcluir
  48. Tossan,

    Suas palavras são tão leves e profundas...

    Maravilhosa semana

    =]

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  49. Gostei do poema, nos transmite ao lugar , nos dá vontade de estar sentindo essa brisa, vivendo essa pesca ...
    abçs

    ResponderExcluir
  50. Querida Amigo Tossan,

    Há tempos apaguei sem querer um comentário seu - este mundo da blogoesfera ainda é muito complicado, aliás só consigo blogar com ajuda, mas lá me pus a mecher, e foi o que deu...

    Hoje aqui passei e gostei muito deste post e das magníficas fotos. Parabéns.

    Maria Carmo

    ResponderExcluir
  51. O delicioso momento do silêncio...

    ResponderExcluir
  52. que preciosas
    y que paz, nunca he pescado pero debe estar bien hacerlo , da para pensar

    un abrazo grande

    ResponderExcluir
  53. passa vento.....

    passa....

    passa.....

    passa......


    um poema cheio de cadência e encanto.....

    adorei^^

    ResponderExcluir
  54. Caro amigo, belas fotografias...belo poema...Espectacular....
    Um abraço

    ResponderExcluir
  55. hummm Tossan que bálsamo de mar :) eu adoro o mar!!!

    Tenho uma prenda para si no meu Blog. Passa por lá e traga para a sua casa :)

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  56. Passei por aqui
    para ler seus pensamentos
    e adrentar neste mar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  57. E nesse assobio, a paz do silencio sente-se
    Bj

    ResponderExcluir
  58. Fala Tossan!!
    Belo poema como sempre!!!
    A natureza tem essas coisas...e nós parte dela...
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  59. Gostei bastante da 1ªfoto!!

    beijos

    ResponderExcluir
  60. Para o pescador não existe pressa.A paciencia é sua virtude.
    beijos

    ResponderExcluir
  61. Olá, doçura!
    Estamos ambos atrasados um com o outro, mas o espírito que vagueia não perde o outro.
    Continuemos a voar por aí, até um dia se encontrar. Fica combinado, viu?

    ResponderExcluir
  62. Olá Tossan!

    Ao ler esse poema e ver essas belas fotos lembrei-me do tempo que eu pescava aqui perto de casa. Reunia uns amigos e íamos pescar...

    Era super tranqüilo, relaxante, apreciava o tempo passar e as conversas enquanto pescava.

    Nunca fui bom pescador, mas contator de histórias eu levo jeito. Hehehe...

    Um abraço meu amigo.

    ResponderExcluir
  63. Passa vento passa lento,
    Não deixes em vagas as ondas vibrar,
    Passa vento e abraça o momento
    Do pescador que enfrenta o mar...

    Ana Martins

    Bela homenagem aos pescadores!!!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderExcluir
  64. Olá, Tossan:
    Sou o irmão da Renata e escrevo em seu nome o que ela me ditou, enquanto está hospitalizada.
    A paz do crepúsculo... um momento de som lindo... interrompido pelo silêncio.
    Você já percebeu com o silêncio é barulhento? Pode interromper o mais belo dos momentos, e, às vezes, quando estamos sós, o silêncio é insuportável.
    Beijos daqui,
    Renata

    ResponderExcluir
  65. Isto é CASA CHEIA em comentários, TOSSAN !
    Passei aqui e gostei muito das duas imagens e do seu poema ritmado como o vento e contra o tempo.

    ResponderExcluir
  66. QUERIDO FERNANDO, FIQUEI FORTEMENTE DESLUMBRADO COM AS TUAS MARAVILHOSAS FOTOS E O SUBLIME POEMA... ADORO-TE MENINO...UM ABRAÇO DE CARINHO E AMIZADE,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  67. Uau! Cada vez mais v. me surpreende com suas fotos (e textos, óbvio!). Mas estas duas estão magníficas em luz, ângulo... tudo. Parabéns sempre. E amigo, desculpe as ausências, mas a correria nada brava :( Abração.

    ResponderExcluir
  68. Tossan, gostei muito da sua foto e do seu poema! São lindos! Calmos

    Bjus CON

    ResponderExcluir
  69. O tempo asserena com a paz do crepúsculo... Interessante que usaste as palavras 'assobio' e 'desafinado' e como eu não tinha o registro desse elemento da primeira foto, pensei em muitas coisas até no braço de um 'celo'...

    Já te disse da intimidade que tens com as palavras...

    Talvez seja a tua idade, dois séculos,não?

    Beijos,

    Mai

    ResponderExcluir
  70. ...olá meu amado poeta/fotógrafo,
    ou fotógrafo/poeta!!

    mesmo na correria, não
    poderia deixar de bisbilhotar
    por aqui neste oásis de
    belas imagens,
    e encantada como sempre,

    deixo bjus procê!

    ResponderExcluir
  71. Não me lembro de ter me dito, mas amo Fernando Pessoa.
    beijos

    ResponderExcluir
  72. Olá Tossan
    Excelentes POENTES postados no Blog mais comentado dos que eu conhêço.
    PARABÉNS
    g.j.

    ResponderExcluir
  73. Só me cabe admirar.
    Imaginar me entrando na foto.
    Qto ao sentimento do texto, é de embalar.
    Sacudir até, na tentativa de buscar o silêncio dentro.
    Isto não é poético apenas.
    É mais profunda sua postagem.

    ResponderExcluir
  74. Buscando blogs interesantes me encontré con el tuyo me ha gustado mucho
    Abrazos desde lo lejos

    ResponderExcluir
  75. O tempo as vezes inventa de andar lento, quando mais precisamos de alento.

    bom tudo...

    abraços

    ResponderExcluir
  76. Amigo Tossan!

    Lindas Fotos e belo poema,de homenagem ao pescador...Sublime!!!
    Gostei!!!

    Abraço

    Lourenço

    ResponderExcluir
  77. Lindas fotos amigo! Ao vê-las, até me deu vontade de pegar na cana e ir para a falésia pescar e junto do mar meditar!


    Tocavam os raios ensolarados e madrugadores
    Nas vastas planícies, terras por conquistar…
    Do chão brotavam vidas e esperanças de amores
    Colhidas por ninfas ao som de flautas, a dançar

    Mas nessas terras, também corriam ventos de tirania
    Trazidas por lordes e senhores de um Rei ditador…
    Cobrando liberdade a um povo que por ela ardia
    Forçados às leis impostas pelas espadas, suor e dor

    Um resto de uma agradável semana!

    Bem-haja!

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderExcluir
  78. Lindo Tossan.
    Os ventos....
    É uma bela maneira de contemplar o mundo...os ventos
    beijos

    ResponderExcluir
  79. Oi, Tossan

    Por quê sumiu?
    Sumiu por quê?

    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Que delícia passear nesse barco.
    Obrigada por esse prazer.

    beijo

    ResponderExcluir
  80. Muito obrigado pelo momento que me proporcionou com este post... uma agradável sensação de paz, com o saudoso cheiro da maresia...

    ResponderExcluir
  81. A foto com o farol, suas palavras,
    a canção do pescador ...
    e são rodeados a partir de uma atmosfera fresca
    que deixa-me a esperar ...

    um abraço

    ResponderExcluir
  82. Eu volto e sempre volto quando alguma coisa ou palavra insiste ou se insinua aos meus registros.

    E agora é a tua arte,a fotografia.
    E arte é assim o que cada um vê, de algum modo está referido em suas experiências.
    Assim eu vi o entalhe do braço de um violão Celo...
    Depois me disseste que o elemento em closed era um molinete e o seu carretel.

    Mas pesei em outras coisas e por fim ficou-me o registro do expressionismo de um Klic.
    O 'klic Tossan' e a arte de seu olhar e sua lente objetiva. Independente das palavras isto é poesia pura.

    Se das palavras recusas ser poeta, 'Fotografia poética' existe?

    Então,te deixo outro beijo d'amiga...

    Nunca me disseste do
    'teatro do absurdo'.
    Esse tema me interessa e muito.
    Me fala disso?

    ResponderExcluir
  83. Tossan!Neste passa o vento me leva à calmaria de estar a pescar,e olhando para as fotos me deu uma saudade??? nem te conto.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  84. che immagini!
    colori riflessi e luci spettacolari
    ciao
    un abbraccio
    saba

    ResponderExcluir
  85. Fosse eu o pescador e decerto não apanhava peixe nenhum.

    Belas fotos e poema inspirador.

    Saudações ... aí para todo esse belo país.

    ResponderExcluir
  86. Owmmmmmmmmmmmmmm Tossan, se viu só!? Que maluquice a minha? mas agora está tudo bem. Minhas roupas já estão lavadinhas e a senhorinha dona da mala, espera que eu a envie. Já marcamos o dia certo para ela buscar, e ficou muito feliz de verdade. Disse humildimente, que na mala dela tem o melhor vestido, o melhor sapato e seu melhor perfume! Que bom, ela terá tudo de volta! Nem abri a bichina.
    Um beijo e até mais. Estou mudnado meu blog, está esquisito ainda, mas ja estão me ajudando...
    Bjus CON e obrigada pela passada por lá. Adoro ver sua carinha por aí! E por lá! CON

    ResponderExcluir
  87. Olá!
    Passei aqui para te conhecer e deixar um convite:No dia 30 de Março, estarei embarcando em um cruzeiro Santos(Brazil)/Veneza(Itália) no navio “Splendour of the Sea”. Visitarei 3 continentes, 8 países e mais de 20 cidades.
    Farei postagens diárias e com fotos, e espero a sua companhia nesta grande viagem. Desde já espero sua visita.
    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  88. ...o teu blog é um convite aos sentidos.


    Bonito

    ResponderExcluir
  89. Essa amigo é a hora em que os poetas se inquietam...

    Abraço

    ResponderExcluir
  90. Passa vento, passa lento, arrastando as águas deste mar revolto, levando tritezas sonhos e ilusões. Que a brisa acalme e as águas que te vestiram de negro lavem as lágrimas do teu rosto. Que o mar espelhe a esperança e reflicta de novo a luz, a esperança e o calor. Que o dia se faça vida.
    Parabéns pelas fotografias.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  91. Lindas imagens! Fiquei um tempo olhando pra só depois ler o Lindo poema...

    Tenha um ótimo restinho de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  92. Belíssimas imagens. Vc é modesto ao dizer que não é poeta. Suas imagens são pura poesia.
    Abraçamigo e fraterno.

    ResponderExcluir
  93. Pescaria é terapia mesmo, adoru.
    Pescaria com fotografia então, mais gostoso ainda.
    Vc fez de um momento relax do pensamento.

    ResponderExcluir
  94. É verdade amigo concordo contigo.


    Bjs e uma boa noite.

    ResponderExcluir
  95. Tão ritmado são versos que, prestariam-se à letra de uma canção. Uma daquelas praieiras do velho Caymmi.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  96. Pescador


    Ele e o silêncio, deve ser bom e ora ruim... Ainda mais no mar...

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)