quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

chuva e sol


Desviando
dos pingos da chuva,

intercalado
com os espaços
ensolarados...
Vou pedalando,
escorregando,
e escutando o som
da minha alma molhada
nas águas de fevereiro
fotografando!
(photos&texto por tossan)
*
blog convidado desta postagem
http://baracal-press.blogspot.com

88 comentários:

  1. Bonita fotografía con ese contraluz y ese tono calido del atardecer, la de blanco y negro no esta mal pero me quedo con la segunda.

    Saludos

    Jose Casielles

    ResponderExcluir
  2. Olá Tossan...
    uma postagem linda!
    Fiquei admirando a riqueza das palavras.
    As imagens ficaram lindas!
    Assim é como devemos viver...faça chuva ou sol o importante é manter sempre a força interior em busca de belos momentos!

    Um abraço com o meu carinho

    ResponderExcluir
  3. excelentísima las dos fotos, te felicito! me encantaron...

    ResponderExcluir
  4. Esses pingos de chuva nos lava,leva e trás coisas boas, uma bela relfexão e uma linda foto.

    Otima tarde amigo Tossan.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. O poeta
    apesar de estar rodeado de seres
    é sempre triste...
    Apesar disso consegue por irônia
    inspirar os apaixonados.....
    Amo o que escreves....me toca, fundo ao coração...
    Me desculpe por não saber ser uma amiga tão presente.. e obrigada por apesar de tudo ainda restar carinho em seu coração.
    Que nossos momentos possam ficar sempre dentro do seu e do meu coração.

    Beijos na alma....
    Dina

    ResponderExcluir
  6. IHHHHH menino, gostei demais.
    Quando olhei pro sol, quase um por, me deu uma canseira, uma preguiça de dia que já estava indo embora e a pescaria não tinha sido lá essas coisas, mas na leveza de cada pedalada percebi que tinha descansado e muito rsrsr.
    Depois veio a chuva em preto e branco que me deixou calma e todo o cansaço do dia foi embora junto com ela...parecia que o dia começava e na verdade findava.
    E a música não dá prá deixar passar...vixi! fazia tempo que não ouvia essa..e veio prontinha junto com a fotografia e a poesia.
    Beijossssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Estou farta do Inverno! No entanto a tua imagem, meu caro Tossan, com a chuva é a minha preferida.
    Bela! Bela! Bela!

    ResponderExcluir
  8. Muita criatividade, na foto ( em duplicata ) e no acompanhamento musical, não sei com vc fez a foto da chuva ( o efeito ) , ficou ótimo parabéns,
    abçs

    ResponderExcluir
  9. "e escutando o som
    da minha alma
    pedalando com sol"
    Isso é muito bonito, Tossan. Também é muito bonita a sua paixão pela fotografia e pela intimidade entre poesia e imagem.
    Fiquei encantada.
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Muito bonitas as fotos.Apesar do efeito da chuva ter ficado incrivel, prefiro aquele entardecer ensolarado que me aquece a alma.Ouvir a tua deve ser tão bom...Um beijinho cheio de sol meu amigo!

    ResponderExcluir
  11. ...minha primeira reação ao teu olhar fotográfico e no conjunto, tuas palavras, sempre é de paralisia.
    Depois vem um certo alumbramento, um encantamento... Em seguida, (não necessariamente nessa ordem) a reflexão.
    ...Em meio a isto e dependendo de como eu esteja, desvio-me, eu mesma das chuvas dos meus olhos, com lencinhos de papel (ou paso vexame...)

    Não percebo bem o que se dá ou vem ocorrendo, ltimamente, mas o que me dá, talvez seja um sentimento ou focando a tua fotografia, a luz, a luz que dás aos momentos que pausas e eternizas. Uma solidão recorrente...Esta parece estar sendo a emoção que conjunto que estás compondo, me fazem sentir. E ai eu digo sentir, apenas isto...

    Não sei bem, Tossan, o que é. Apenas sinto. Não consigo explicar de forma razoável. É subjetivo, impalpável, sutil...E imagens fazem isto comigo, o cinema, fotografia ou mesmo cenas bem escritas e descritas, plasmam imagens e capturam, imediatamente, minhas memórias, todas...

    Ontem num movimento semelhante a este que tua lente flagrou e imortalizará, ao menos em minha memória, eu pude perceber e compreender melhor, o tempo.

    Tempo estações e esse tempo, existencial, mesmo. O tempo do ir sendo, pedalando, existindo, escapando, escorregando, desviando, SobreVivendo...

    E o tempo não é linear, não é. Ontem percebi a órbita do tempo, sabe Tossan?
    E ele passa e engole tudo... Porque 'orbitando', tudo, estranhamente, é apenas possibilidade de viver...E como ele orbita, como se o tempo fosse uma camada etéril, eólica, girando e circulando num movimento de rotação, o agora só se pausa, na fotografia, mesmo ele é um já que segue sem olhar prá tras.

    Então viver o já, é me deixar molhar na chuva, queimar-me ao sol... Chorar minhas chuvas, secar em sol o meu pranto...

    E qual é o alcance da promessa de que choverá ou fará sol? Não sei, Tossan, não sei.
    Qual é a lógica?
    Também não sei.
    Então como o ciclista e tudo é cíclico, eu pedalo e sigo...
    Por isto me emociono quando vejo, leio e escrevo o comentário, como agora.

    E tudo vira poesia e tudo fica imenso, outra vez...
    E não pense que sou louca porque eu tenho claro que sou mesmo.E ainda bem. Porque somente os loucos, palhaços e poetas, conseguem escrever o que sentem sem temer a 'normalidade'.

    Não sou normótica e não temo a normalidade. Porque com a minha loucura, eu consigo ver todos, como iguais, sabe? E molhar-me em chuva ou secar-me ao sol pedalando ou ciclicamente, escapando, driblando (como Robinho quando jogava em teu time) é apenas uma estratégia de SobreVivência e não uma crença de que o outro me seja diverso.

    Então em silêncio e 'pedalando', sob chuva ou sob o sol, eu acalmo a minha pressa e me deixo ao tempo, ao vento, pedalando, caminhando, navegando, velejando ou simplesmente seguindo e vou sendo um 'andante', caminhante navegante qualquer... Qualquer UMa, UMa qualquer...

    Tenho estado nostálgica demasiado ou são as minhas memórias que, capturadas pelo conjunto estão sensíveis ao que tenho visto aqui e não só, mas é agora, o conjunto de imagens e palavras, com toda sonoridade e os tons e cores que esse teu 'momentum' criativo, tem mobilizado em mim.

    Como chuva e sol, molham e secam, também brilha ou cintila, minhas chuvas, agora, em meus olhos.

    Carinho,
    Mai,
    uma louca-lúcida ou
    uma Lúcida-louca

    (desculpa, Fernando, o 'jornalzinho' que a pessoa escreveu, isso é patológico, mesmo... credo!)

    Te livra de mim,
    nem eu me aguento nesses surtos perdulários de palavras...
    (pff)

    ResponderExcluir
  12. "Escorregando, escapando,
    e escutando o som
    da minha alma..."
    Que inspiração, rapaz!
    Lindo isso...
    Dá vontade de sair brincando na enchurrada...rs
    Vc tem se superado em poemas lindos e fotos encantadoras...

    Um beijo, meu Palhaço querido!

    ResponderExcluir
  13. Gaspar de Jesus25 fevereiro, 2009

    Tossan
    Gosto do "efeito de chuva" na foto!
    Parabéns
    Abraço
    g.J.

    ResponderExcluir
  14. quando escutamos a alma entre o sol e a chuva, é mais facil a entender.
    Bj

    ResponderExcluir
  15. Penso que quando escutamos o som da alma, seja na chuva ou no sol, somos inundados por um sentir que nos faz bem, e pedalamos melhor na
    vida. E até adoeceríamos menos.



    Ficou lindo!

    bjs

    ResponderExcluir
  16. preciosas!!!!!!!!
    la segunda parece una peli de animacion !! es chulisima
    un beso

    ResponderExcluir
  17. Duas fotos extraordinárias.
    Gosto das duas a primeira pela cor fantástica, e a segunda está muito artística, pela chuva que cai!
    A tua poesia envolve as imagens, é linda!
    Beijinhos,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  18. Mais um belo trabalho amigo e numa fotos dois olhares diferentes mas ambos mto bem conseguidos.
    O texto está mto belo... parabéns pelo que fazes por aqui amigo.
    Abraço forte,
    Nuno

    ResponderExcluir
  19. Fui, mas voltei! E alguns lugares por onde estive, quis estar novamente.
    Abraços, Tossan!

    ResponderExcluir
  20. Oi Tossan!Como foi seu carnaval?Gostei das fotos,a mesma imagem na chuva e no sol!Belas!Abraços!

    ResponderExcluir
  21. Adorei, entre o sol, a chuva e as pessoas... Quando eu estudava poesia na escola cheguei a escrever umas linhas, qualquer dia vou procurar e colocar no blog para vc ver. Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Que bonito e inspirador blogue! Obrigada por ter vindo visitar meu blogue, um abraço e at+e breve,

    Maria Carmo

    ResponderExcluir
  23. Poeta é assim mesmo, até para narrar um passeio de bicicleta, acha o jeito mais terno de dizer. Bela imagem também, um abraço

    ResponderExcluir
  24. OLÁ QUERIDO FERNANDO, BELO CONTRAS-TE ENTRE AS DUAS FOTOS... GOSTEI DO POEMA... UMA POSTAGEM SUBLIME... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
    FERNANDINHA

    ResponderExcluir
  25. Linda foto, a segunda tem interferência, não? Gostei do efeito...Ótima forma de aproveitar o que há de bom no sol e na chva.

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Hj eu vim beber desta fonte por pura e simples sede, me fez bem!
    Bj querido

    ResponderExcluir
  27. Ai ai ai que saudade eu estava daqui!!!!
    Ainda bem que o mundo voltou ao anormal depois do Carnaval e nós estamos de volta...
    Se bem que eu nem fui... rsrsrs
    Porque desviar dos pingos de chuva mocinho? Banhos de chuva são tão gostosos como dias ensolarados! E a gente precisa das duas coisas: de esquentar e de esfriar; de esfriar e de esquentar...
    Que música sua alma canta agora?

    Carinhos de LUiA

    ResponderExcluir
  28. Lindo poema, lindas imagens. Gostei da mudança da cor para o monocromático. Ficou lindo!

    Beijos!
    Seu blog é show de bola!

    Luciana

    ResponderExcluir
  29. Com chuva ou com sol vem o poema e as lindas fotos.

    ResponderExcluir
  30. OLá Tossan, belas fotos ,mas o poema dessa vez se sobrepôs as imagens. Consegui estar no poema, pedalando na chuva, e fiquei com a "alma molhada", bela expressão amigo, é que sempre gostei muito de andar ou ficar chuva. Quando moleque adorava ficar no quintal, molhando a alma...eitaaa!!...Arrebentou viu!! Um abraço na alma...molhada..rsss

    ResponderExcluir
  31. Dessa vez o que me chamou mesmo a atenção foram as fotos. Aliás, a transformação delas. O jogo entre as duas, que, por sinal, nem de longe é um jogo de opostos. Eu diria mais, diria que são complementares até. Um entardecer e o que mais ele tem de peculiar: as cores e sombras e o fim de um dia, de um ciclo. Uma foto em cinza, com chuva, renovação. A mesma cena, a mesma imagem, situações diferentes, marcantes. O fim e a renovação. Como eu disse, longe de serem opostos.

    Adorei o post. Bjin !!!!

    ResponderExcluir
  32. Dois bons resultados, embora eu perfira a primeira, o contra luz fica muito bem :)

    ResponderExcluir
  33. _________________________________

    ...e nos encantando!
    Com seus versos e suas belas fotos...

    Beijos de luz e um dia muito feliz, Tossan!!!

    ResponderExcluir
  34. Poxa...que lindo o poema que fui presenteada!
    Obrigada de coração!
    Se você permitir farei uma postagem com ele.
    Aguardo a resposta!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  35. Incrível a foto, que ficou bela em cores e em P&B. Aliás, sou fã incondicional de fotos em preto e branco. E o texto parece ter sido inspirado por ela. Ou seja: completamente interligados. Bom d+! Abração, amigo. PS: vou te confessar um segredo :) Também não sei se gostei ou não do filme, mas que no aspecto que comentei, achei super válido e interessante! Aliás, foi o que me chamou a atenção, na verdade.

    ResponderExcluir
  36. Querido Tossan, que fotos lindas nos presenteia hoje.
    A poesia faz parte deste jogo de emoções de que você brotas...e é linda.
    Se tiver tempo ,vá por lá,
    beijos

    ResponderExcluir
  37. Amigo Tossan!

    Mais um belo trabalho, uma foto com
    dois olhares diferentes, mas ambas
    muito boas!!! O texto é lindo...

    Bom fim de semana,

    Abraço

    ResponderExcluir
  38. Conhecer o entremeio e que há entremeio!
    Importante condição. Ainda escutando os sons da alma. Lindo isso Fernando.
    Bela foto, também.
    Beijo, amigo

    ResponderExcluir
  39. caminando imagenes
    tocando surcos de caminos
    escuchando la tierra en su voz de alerta
    oliendo los solores del atardecer erfecto
    gustando la noche en su forma temprana
    andando
    amando con los ojos en un acto de absorción y entrega
    solo amando

    ResponderExcluir
  40. Tossan meu lindo...
    A foto tanto com sol como com chuva ficou muito 10.
    Teu texto mostra que a alma tb precisa estar limpa. lindo.
    Mas eu prefiro o sol que quando me beija com seus raios dourados me aquece, me umidece me da calor e cor.
    bjus no S2

    ResponderExcluir
  41. Que lindo Tossan...adorei o post... tu sabe mexer muito bem com as palavras...
    Agradeço a visita e o comentário em meu canto...

    Beijo & abraço

    ResponderExcluir
  42. lindíssimas fotografias caro tossan^^

    lindas mesmo^^

    bjo meu querido poeta^^

    ResponderExcluir
  43. *
    tem a assinatura tossan,
    - 5 - *****
    ,
    abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  44. adoro estes dias de chuva e sol! Adoro :)

    Belo Click Tossan! como sempre.

    ResponderExcluir
  45. Com pingos de chuva,numa boa reflexão de palavras e imagem.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  46. Great photos and great finishing. :)

    ResponderExcluir
  47. Olá grande amigo poeta Tossan, realmente e infelizmente para alguns, grandes chuvas de fevereiro. Vida que segue... Muito lindo o contraste de imagens, parabéns.

    Paz e harmonia,
    Forte abraço,
    Caurosa

    ResponderExcluir
  48. Oi, ha quanto tempo, nao eu nao estou em santos, eu estou nos Estados Unidos fazem 12 anos, possivelmente irei ao Brasil ainda este ano e aih nos vemos, te deixo saber. Nossa, entrei no seu blog e estou impressionado com a qualidade das fotos que vi sobre nossa grande Santos, e as poesias, muito legal !
    E voce quando vem pra ca ?, eu moro pertinho de NYC, uns 40 minutos.Proximo e-mail vou mandar umas fotos da gente, estou organizando meu arquivo de fotos no computador mas ainda está uma zona.

    Abracos Marcelo Brasil

    ResponderExcluir
  49. Lindo o poema, fantásticas as fotos!!!
    Simplesmente adorei!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  50. Tossan gostei do relacionar das fotos com o texto isso lembra um inicio de domingo onde se relaxa o dia todo sem fazer nada.....

    abraçao

    ResponderExcluir
  51. Crepúsculo
    nas gotas
    amantizado
    se esvai
    na sombra
    de ti...!

    Tossan, magníficas fotos!!!

    Beijos do oceano

    ResponderExcluir
  52. Espectaculares fotografias. Tanto a primeira como a segunda! Essa chuva foi um efeito que lhe aplicaste, não foi! uma vez andei em experências e fiz o mesmo! Mas a tua está muito perfeita e bem conseguida, além de lindíssima!
    Bela postagem!

    ResponderExcluir
  53. Ahhh querido, e eu, fico aqui saltitando entre uma palavra sua e outra, recordando dos meus dias de sol e dos emus banhos de chuva...

    Bom sentir a simplicidade da vida e das coisas belas, principalemnte quando são assim, tão cotidianamente naturais!

    Amei e amo tudo aqui...

    Abraços, flores e estrelas...

    ResponderExcluir
  54. Bacana a foto do ciclista e muito interessante a versão chuva do mesmo Ciclista!Seria o ritual da chuva no blog so Tossan?No Rio não chove há muitos dias viu?A musica está muito boa(adoro Jorge).E aí Tossan vc resolveu se vai mesmo tirar a máscara?rs...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  55. Um poema muito, muito belo e reflexivo. Imagens fantásticas!
    Me fez sentir e relembrar o prazer de pedalar com a alma livre.

    Deixo um grande abraço!

    ResponderExcluir
  56. e escutando o som
    de minha alma molhada


    Escutar o som da alma tem que estar em plena sintonia consigo mesmo, então presume-se que você estava num bom momento de encontro enquanto pedalava.
    Fui copiar esse verso para o comentário aqui e levei uma advertência. Ooops.
    Vai moderar os comentários também? rsssss
    Tenha um belo final de semana.
    Bj

    ResponderExcluir
  57. O julgamento dos teus fracassos
    É feito numa lagoa sem azul
    Um milhafre lança um pio de raiva
    Que atinge o branco das casas do sul

    Depois, o silêncio da solidão
    Esta muda inquietação
    Um barco sem água no casco
    Numa espera de assombração


    Bom fim de semana


    Abraço

    ResponderExcluir
  58. As imagens e o belíssimo poema, nos últimos dias das águas de Fevereiro!

    ResponderExcluir
  59. eu não resisto e sempre volto aqui meu querido.....

    lindo demais este blog....

    ResponderExcluir
  60. Além de poeta, fotógrafo? Que tudo essas fotos, e que lavagem de alma mais gostosa!

    ResponderExcluir
  61. ola
    passei por aqui para desejar bom fim de semana
    beijinhos

    ResponderExcluir
  62. Tossan,

    Nossa que lindo tanto as imagens como o poema!!

    Só não venho aqui quando eu não consigo abrir!!

    Seu blog é meu teste de paciencia, rsrsrs

    beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  63. Olá, obrigada por visitar o blog para conferir a entrevista da Mai. Adoro fotos e acompanharei este seu aqui.

    Abraço

    ResponderExcluir
  64. Olá querido Tossan!

    Olha, você sempre foi bom, mas dessa vez... se superou!

    As imagens estão perfeitas, com belíssima narrativa.
    Adorei o poema!

    Beijo grande e ótimo final de semana :)

    ResponderExcluir
  65. Primeiramente venho agradecer a você meu amigo leitor que está aocmpanhando constantemente o Entrando Numa Fria em sua Materia Maquina do Tempo..é de grande valia saber sua opiniao.muito obrigado.

    ResponderExcluir
  66. Tossan......
    Que foto linda a do pôr -do- sol!

    Mas prefiro a sensação que a da chuva passa!!!
    Acho que é pq sempre gostei de tomar chuva!!!! É gostoso d= as gotinhas de chuva caindo no rosto! AFF!

    bjinhos

    ResponderExcluir
  67. Me emocionaste
    outra vez, no comentário no fio de ariadne.

    Não consigo saber que me dá.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  68. Nossaaaaa

    to com cartaz, hehehe

    GRACCIAS!!
    BACCIOS

    ResponderExcluir
  69. Conhecia uma fotografa do Rio que adorava fotografar guardachuva(na osei se tem hifen ou se é separado..rs) e ficavam lindas as fotos, fazia ate o tal cocout, nao sei se é assi mq escreve, dexiando cor apenas no guarda chuva....
    Não comparando, pelo contrário, vim dizer q tanto a poesia de costume, como essas fotos estão o máximo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  70. lindas, lindas, lindas as fotos!!!

    e por falar em fotos... andei roubando uma que encontrei aqui no teu cantinho!

    beijos com sabor de "tá tudo tranquilo?"

    luciana
    luma
    lua

    ResponderExcluir
  71. Olá tossan
    Linda postagem, as fotos estão belíssimas. Duas coisas essências na vida, o sol e a chuva.

    Ótimo final de semana.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  72. ando constantemente assim, escorregando.Aqui sdentro de mim, so chove...
    mil bjuxx!!!

    ResponderExcluir
  73. Tossan adorei aquela foto da bicicleta.Adoro chuva.E suas fotos no geral.Deixo meu abraço e bom final de semana.Bjos.
    http://artistaplasticamariahelenadecastrosantos.

    ResponderExcluir
  74. Vamos cumprindo o nosso caminho...
    As fotos são uma legenda fantástica para o teu poema.

    ResponderExcluir
  75. Excelentes postagens,tão poéticas como as palavras do grande poeta que você é Tossan.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  76. Alma molhada, lavada e...Fotografada!

    Beijos mil, Amigo Tossan!!!

    ResponderExcluir
  77. Olá Tossan,

    O Sol e a chuva têm os seus encantos, temos de saber tirar partido deles, principalmente da chuva...
    Gostei de te ler, parabéns.

    beijinho

    ResponderExcluir
  78. Ola Tossan.

    Quero, sinceramente, agradecer as suas visitas e comentários simpáticos lá no meu espaço.

    Obrigado ... e saudações.

    ResponderExcluir
  79. Vim só deixar um abraço e desejar um lindo domingo...

    ResponderExcluir
  80. Lindo poema e imagens, o efeito da chuva ficou dez, você é de grande sensibilidade, parabéns.
    bjss

    ResponderExcluir
  81. Percebo que está numa fase light, tanto na escrita quanto nas lentes. Renovar é preciso. E pedalar, também. Faço isso desde criança.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  82. Éste trabajo en especial me ha encantado, todo un acierto!!!!!!!!!!!!!!!!
    Un abrazo!!

    ResponderExcluir
  83. As fotos são sem dúvida dois bons trabalhos. O texto que as acompanha foi muito bem escolhido.
    Parabéns.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  84. Maravillosas.
    Pero la primera me gusta especialmente.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  85. Desviando


    Tossan, legal você ir lá também. Adorei, sua visita é ilustríssima, tamanha sensilibidade e beleza do seu blog no todo.

    Sempre digo que todos aqui são importantes para mim, mesmo os que não deixam comentários para mim, mas quando ganhamos um, parece um presente dos deuses, não é verdade?

    Gosto de quem conhece a gente, como somos, como escrevemos e como sentimos as coisas. Por esta razão mergulho no blog daqueles que eu gosto e me conquistam. Há tempos precisava fazer o que estou fazendo no seu...

    Só assim, podemos estreitar nossos recados, brincar, tirar um sarrinho, consolar, endender e perceber o outro/

    Quanto ao livro, te digo que é uma coisa muito específica. É mesmo para os artistas que não têm a menor noção dos direitos que têm com tal.

    O livro, segundo Andréa Francez, ajudará muito a todos que não têm à mão, um advogado para uma consulta rápida, basicona, entendeu?

    Mas, como o saber não ocupa lugar, você hora dessas dá uma olhadinha numa livraria e veja mesmo se te interessa.

    Obrigada por seu carinho, CON

    Ah, o Caruso é the best mesmo!!!

    ResponderExcluir
  86. Oi!
    Gostei muito do seu blog.
    Fotos LINDAS!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  87. Fotografia maravilhosa!!!
    Um show!!!
    °º♫
    °º
    •*• ♫° ·.

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)