sábado, 22 de novembro de 2008

pés

Faz tanto tempo...
só me lembro dos teus pés
inchados e esclerosados,
a espera que o tempo os levasse
e ao teu andar rastejante e cansado...
Mas vai com Deus velho,
segue de mansinho.
Faz de conta que não foi nada!
(poema & foto por tossan)
blog convidado desta postagem

77 comentários:

  1. Somos um pouco refém daquilo que criamos: o tempo...é curioso pensar que parece algo que não criamos,mas quando vejo algumas sociedades,como por exemplo,os índios, em que são orientados pelo espaço,isso é incrivelmente objeto de reflexão....mas adorei a foto...adorei o poemeto....ares de ubíquo.....Um lindo domingo..beijo

    ResponderExcluir
  2. Ah, lembranças! Dentro de uma lembrança muitas lembranças. Lembranças de vidas que nos foram importantes, que em nossas vidas deixaram marcas.

    abraços, bom domingo!

    ResponderExcluir
  3. Lindo... É uma coisa que temos certeza que acontecerá com todos, o tempo vai passar... Amei! A foto é belíssima, Tossan!
    Beijos e um ótimo final de sábado!

    ResponderExcluir
  4. O poema e a fotografia tornaram ainda maior este "sentimento de vazio" que neste momento me atormenta.

    Saudacoes de um Düsseldorf com um toquezito de neve!

    ResponderExcluir
  5. Depois de uma vida inteira é o que resta!
    Sempre uma bela foto e um poema que transmite bem o que ela nos mosta.
    Beijos Tossan.

    ResponderExcluir
  6. Aproveita o tempo presente porque não sabes nada do futuro !

    Bela foto, es tu ? Tens bigode ou é imaginação minha ?

    Beijinhos verdinhos

    ResponderExcluir
  7. Terna lembrança! Sempre pertinente homenagem a esse grande e exclusivo amigo!


    * Beijos!

    ResponderExcluir
  8. É faz de conta que não foi nada.
    Bom domingo amigo

    ResponderExcluir
  9. "Faz de conta que não foi nada!"

    Fico pensando que se fizéssemos de conta, com força mesmo, acabaríamos percebendo que não foi realmente nada.

    Linda foto, linda mesmo. Posso imaginar o olhar desse homem em direção ao horizonte.

    ResponderExcluir
  10. Lembrou-me do meu pai.
    O tempo não poupa ninguém, não é ele que passa por nós, somos nós que passamos por ele. Fazemos parte da natureza, mesmo que queiramos negá-lo. Nascer,viver, e morrer é a ordem natural das coisas. Às vezes, uma pessoa muito querida se vai antes que nós e dói, como dói. Mas passamos pelo tempo e ele ameniza essa dor, transformando-a numa doce recordação.
    Um beijo, Tossan, eu te amo

    ResponderExcluir
  11. Bonito texto e uma boa imagem, gostei do conjunto.
    Cumprimentos
    Nuno de Sousa

    ResponderExcluir
  12. Lembranças!!!...Sómente os puros de alma,sentimentos,ações...conseguem tê-las sem remorso ou dor!!!
    Sómente,ficam lembranças de saudades e puro amor....
    Beijos....meu querido!
    Dina

    ResponderExcluir
  13. Como é bom ler e ver brilhantemente expressado, aquilo que gostariamos de dizer ou ter dito. Lindo o que escreveste com uma linda foto.

    ResponderExcluir
  14. Fazer de conta que não foi nada...

    Boa idéia!


    Beijos mil, Tossan!!!

    ResponderExcluir
  15. Pois, também nas lembranças nos reconstruimos.
    Lindo texto, bela imagem.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Oi Tossan,

    A única certeza que temos é que o tempo passa e cura qualquer coisa!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Belo texto e bela foto.
    Eu ainda vou dominar essa arte de encontrar e escolher a melhor iluminação para se tirar uma foto (principalmente em preto e branco)... rs.
    Voltarei mais vezes.
    P.S.: Você já está devidamente linkado.

    ResponderExcluir
  18. Lindo poema, Tossan. Muita sensibilidade. Me remeteu a uma bela homenagem, a uma despedida...
    Abração

    ResponderExcluir
  19. Oi Tossan!

    De mansinho seguimos todos na direção que o velho vai.

    Lindo poema!

    Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  20. Inspirador isto! Deu vontade de ver o pôr-do-sol e pensar tudo sobre o "nada" que é a vida. Ou vice e versa.

    ResponderExcluir
  21. o que posso dixer meu querido tossan?????

    mais uma vez digo que é lindo!!!

    estou sendo repetitiva eu sei....

    ....mas n posso me conter....

    bjusssssss***overjoyed***

    ResponderExcluir
  22. Qdo as lembranças se tornam tão pesadas, o tempo arruma um jeitinho para q sejam esquecidas.

    amigo, não consegui mais postar em meu blog e estou de volta com "um olhar", espero q me reconheça...rsrs

    bjos e lindo domingo prá vc!

    ResponderExcluir
  23. Suas fotos sempre me deixam de boca aberta...fico um tempo olhando, depois finjo que nao foi nada.

    beijos

    ResponderExcluir
  24. Aprendiz?!Quanto modéstia!
    Bom domingo, e obrigada pelo comentário.
    Abraços,Flora.

    ResponderExcluir
  25. Olá rapaz
    bela despedida
    um novo ciclo começa
    beijos

    ResponderExcluir
  26. ...vou te confessar uma coisa pq já te considero o meu melhor amigo virtual...
    perdi meu pai ainda novo (ele tinha 48 anos)...esses dias eu estava pensando em algo que seria a antítese do teu poema...pq nunca tive a oportunidade de ver os pés inchados e esclerosados dele...e tem dias que isso me falta uma falta terrível...como eu gostaria de ter visto os pés inchados e esclerosados do meu pai...
    um abraço meu bom amigo de todas as horas...

    antes de clicar em PUBLICAR COMENTARIO....fiquei aqui pensando...

    amigo virtual? o Tossan? Não!!!
    Ele é bem real. Ele existe algures...

    ResponderExcluir
  27. A expressão final "faz de conta que não foi nada" fechou com chave de ouro.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  28. Olá querido Fernando, belíssimo poema e foto... A D O R E I ... Votos de um óptimo Domingo ... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  29. Estou aqui, passando pelo tempo, com um sol acanhado se abrindo por entre os pingos de chuva que insistem em continuar. E, dias assim, lembra o tempo de meu pai, que velhinho, cumpriu seu tempo e se foi, seguindo de mansinho, no seu andar rastejante e cansado de seus 83 anos. Saudade dele.
    Obrigada, menino. Seus versos trouxeram meu velho para bem perto. Que bom!

    ResponderExcluir
  30. infelizmente a idade chega...
    mas será que isso é tão ruim assim???

    ResponderExcluir
  31. .olá:)_________Tossan





    vim conhecer o teu "espaço"


    muitos PARABÉNS!!!


    adorei chegar até aqui:)





    .voltarei se não te importares:)







    beijO_____C____CarinhO

    ResponderExcluir
  32. Ei,

    Obrigado pela visita ao ESSAPALAVRA.
    Como você é um artista das palavras e das imagens,
    seus comentários me são importantes. Se você pudesse explicar um pouco mais seu ùltimo comentário eu ficaria agradecido. Afinal a interatividade deste meio de comunicação é uma coisa muito legal.
    Obrigado e abração.

    ResponderExcluir
  33. Nunca me falou não!!!
    Mas agradeço de ♥
    beijos

    ResponderExcluir
  34. Olá Tossan!!
    Belo poema...o tempo, sábio...as vezes bom, as vezes cruel...mas sempre senhor do nosso destino...
    Gde abraço!

    ResponderExcluir
  35. Esta foto está excelente!
    Belo momento de vida!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  36. O tempo: o melhor remédio para todos os males.

    Obrigado pela sua visita.

    Tem post especial lá para vc.

    beijooo

    ResponderExcluir
  37. O caminho é seguir em frente... apesar de tudo!

    ResponderExcluir
  38. Somos turistas nesta vida! devemos levar conosco todo conhecimento que pudermos e sejamos bons!
    Tudo lindo, poema e foto!

    Beijoss

    ResponderExcluir
  39. Ás vezes o tempo deixa-me apenas a nostalgia, o sentir que podia ter feito mais, que não devia ter feito tanto. Mas não é possível adivinhar.

    ResponderExcluir
  40. é mesmo assim, o tempo é um senhor paciente q nos espera a beira do mar...

    Um beijo

    Maria

    ResponderExcluir
  41. Brilhante este poema, um verdadeiro hino aos idosos, que bem o merecem.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  42. Sou contra aqueles que dizem que o tempo cura tudo, é uma mentira o tempo não cura nada. Simplesmente aquelas memorias, sendo boas ou ruins, vão se desvanecendo. Isso pode acontecer em 1 minuto ou em muitos anos. Mas algum dia acontecera...

    ResponderExcluir
  43. Obrigado Tossan pelo segundo comentário. Na verdade eu queria saber melhor o seu entendimento de literalidade. Obrigado.

    ResponderExcluir
  44. Oi, tossan

    você tem o dom de paralisar o tempo.
    A foto faz isso.

    Linda foto.

    beijos

    ResponderExcluir
  45. Amizade é tudo
    aquilo que
    demostramos mesmo
    em silêncio,
    pois os melhores amigos
    são aqueles que até no silêncio
    nos fazem feliz!!!
    Beijos e uma ótima semana



    http://-forever.zip.net

    ResponderExcluir
  46. ...o tempo...esse predador incansável...bela silhueta desenhada em luz...!

    ResponderExcluir
  47. Todos seguimos. Sempre.E precisamos seguir sem olhar muito para trás e ainda que os pés estejam inchados ter a certeza que ir é o único destino. Ir, ainda a bagagem pese por lembranças recentes....
    beijo.............Cris Animal

    ResponderExcluir
  48. E agora é guardar do lado esquerdo do peito essa bela lembrança, e seguir pq é inevitavel,mas sempre com aquela frase de ouro( faz de conta que não foi nada)e que bela frase,de tudo nessa nossa experiencia por aqui o que fica mesmo é isso, as lembranças.
    abraço poeta e otima semana.

    ResponderExcluir
  49. Divino! Faz de conta que não foi nada!
    Passei para desejar uma ótima semana

    ResponderExcluir
  50. O tempo é implacável, mas necessário sempre... para apagar5 mágoas, afastar tristezas e trazer novidades.

    Linda foto.. e palavras carregadas de sentimento...

    Beijo querido!

    ResponderExcluir
  51. Tossan, meu caro, poucos poetas conseguiram, com tão poucas palavras, trazer para os leitores tanto sentimento. Você é um desses poucos escolhidos.
    Abraços, meu caro, respeitosos e reverentes, do João

    ResponderExcluir
  52. Olá Tossan,belo poema e um linda foto...Gostei do conjunto,Resta-nos
    aproveitar o presente,pois não sabemos o que nos espera o futuro,
    boa semana,
    Abraço
    Lourenço

    ResponderExcluir
  53. Tossan, meu querido:
    Publiquei no Blog Galeria sobre 3 versões cinematográficas de Romeu e Julieta: 36, 68, 96. Depois de uma passadinha no meu outro Blog onde publico sonetos de Shakespeare e outras obras do bardo.
    Um abraço,
    Renata

    ResponderExcluir
  54. Ficas feliz com a minha visita?
    Fico feliz três vezes por ter visitado aqui! MUITO especial teu blogger. MUITO autêntico! Bjs

    ResponderExcluir
  55. O tempo passa para todos,pena que pra alguns não passa tão bem, é pura degradação da figura humana.
    belo poema,adorei meu amigo.

    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  56. Gosto de poesis curtas e admiro quem consegue fazer, parece fácil, mas não é. pq passar sentimento em poucas linhas é dificil e vc consegue. A foto, ah, P&B e silhueta, com abertura e sincronismo perfeito. Tudo de bom!
    Ah...nem tentarei deixar coments em espanhol, pq meu português anda errado, imagina em castelhano..haha
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  57. O tempo...a voragem...



    Abraço

    ResponderExcluir
  58. *
    há,
    se a humanidade soubesse,
    que o tempo é imortal,
    e que nós é,mortais,
    é que passamos por ele . . .
    ,
    um abraço amigo, deixo,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  59. ***passei de novo e li de novo pois n me canso de ler....

    amo poesia....


    ***então vale mais um comentário pra dizer que amo seu blog meu caro poeta.....

    ***vc n precisa de muitas palavras para dizer tdo.....

    bjusss***joy***overjoyed

    ResponderExcluir
  60. Caro amigo, bela fotografia...Belo poema...Espectacular...
    Um abraço

    ResponderExcluir
  61. Este poema me fez lembrar minha mãe...saudades!
    uma bela noite meu querido!
    Serena.

    ResponderExcluir
  62. Olá querido Fernando, passei para reler o teu magnífico poema e desejar-te uma boa noite... Beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderExcluir
  63. Parabéns pelo blogue que tem.Gostei dos seus poemas e das suas fotos.
    Obrigado pela sua visita.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  64. amigo, companheiro, parceiro, e o melhor é meu primo,
    obrigado pela " edição " do meu blog,
    abçs
    sérgio

    ResponderExcluir
  65. Olá Tossan. O tempo passa como o voar de uma gaivota,pousa pouco mas levanta voo,são como as lembranças.
    Beijinho e boa semana

    ResponderExcluir
  66. E de fato não foi! Ele te espera. Contudo, sabe como é lá em cima, um segundo corresponde a muitos anos aqui em baixo.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  67. Lindo isso, com vontade de chorar por alguém que não sei quem...mas com vontade de chorar como se fosse uma despedida..um adeus...saudade com cheiro de mar.
    Linda foto ela fala.

    beijos,

    Selena

    ResponderExcluir
  68. O tempo... às vezes não sei se ele é um aliado ou não. Prefiro pensar na primeira opção :) Mas com quanta delicadeza escreveu (para mim) sobre este "senhor": o tempo! Abração, poeta.

    ResponderExcluir
  69. O tempo é mesmo algo curioso, ainda mais quando remete a lembranças... como quadros que pregamos em nossas paredes. Alguns desbotam com o tempo, outros ficam amarelados, mas existem aqueles que fazemos questão de retocar, restaurar e mante-los intactos em suas redomas. Tempo...

    Abraços

    ResponderExcluir
  70. Puxa... isso é difícil pra mim: "faz de conta que não foi nada". Sabemos que é o caminho natural, mas não é fácil, não! Linda foto!

    ResponderExcluir
  71. Olá Tossan
    Esta imagem é soberba. Feita com um perfeito controlo de luz.Gostei da foto e do poema.
    Parabéns Amigo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  72. magnífico p/b por onde o tempo passeia...
    beijos

    ResponderExcluir
  73. O tempo passa e por vezes nem damos conta! Mas depois quando perdemos aquelas pessoas q tanto amamos até dizemos "Como o tempo passa..." mas depois só ficam as lembranças. O resto... já acabou!

    Gostei muito!

    Obrigado pelo seu carinho!

    ResponderExcluir
  74. Como queria estar sentada na beira deste mar...estou tão perto dele e ao mesmo tempo tão longe...
    Beijos em tu

    ResponderExcluir
  75. lembranças as vezes fazem bem, as vezes, podem fazer muito mal...voce nem imagina quanto eu gosto daqui...voce , sim, que é genial meu querido amigo, e muito obrigada por tuas palavras!
    beijos,

    ResponderExcluir

Não costumo comentar pelo Google+, deixe o link do seu blog quando comentar pelo navegador. Obrigado

No suelo comentar sobre el Google+, dejo el enlace a su blog cuando usted comenta en el navegador. Gracias

I do not usually comment on the Google+, leave the link to your blog when you comment on the browser. Thank you

" Posso não concordar com uma única palavra do que dizeis, mas defenderei até o fim o vosso direito de dizê-la" ." (Voltaire)
Antes de mais nada fica estabelecido que ninguém vai tirar meu bom humor. (Fernando Sabino)

"Puedo no estar de acuerdo con una sola palabra de lo que dices, pero defenderé hasta el final su derecho a decirlo". "(Voltaire)
En primer lugar se establece que nadie va a tomar mi buen humor. (Fernando Sabino)

"I may not agree with a single word you say but I will defend to the end your right to say it". "(Voltaire)
First of all it is established that no one will take my good mood. (Fernando Sabino)